Por: Fala, Zanfra!
Visualizações: 616

A involução da espécie

14/04/2017

Algumas coisas meu cérebro sexagenário se recusa a absorver!

Por exemplo:

Tive um amigo que conheci quando estava terminando o curso de jornalismo, ainda no período cinzento dos governos militares.

Não querendo parecer pretensioso, fui para ele a luz no fim do túnel, a opção cultural que se abria ao deserto de ideias a que ele estava acostumado até então.

Por causa disso, ficamos inseparáveis.  Fomos a shows com Chico Buarque e Gonzaguinha. Fomos ver o ‘Murro em Ponta de Faca’, de Gianfrancesco Guarnieri. Fomos a comícios contra o regime. Trabalhamos pela consolidação do PT. Trabalhamos por candidatos de esquerda. Fundamos um grupo para defender a música brasileira da invasão alienígena. Bebemos muito em muitos bares, sempre mantendo içada nossa bandeira do engajamento, do inconformismo, da luta social...

Apresentei-lhe todos os meus amigos jornalistas, igualmente engajados. Fomos conversar com Geraldo Vandré ainda em sua fase recém-emersa das sombras, e cantamos com muito louvor ‘Pra não dizer que não falei de flores’. Esse meu amigo gostava de cantar também a paródia de ‘Marinheiro Só’ que envolvia o general Figueiredo [“Ô Figueiredo, Figueiredo (Figueiredo só)/Quem te ensinou a governar (Figueiredo só)/Ou foi o tombo do cavalo (Figueiredo só)/Ou foi o golpe militar (Figueiredo só)”]...

Pois agora descobri estarrecido que esse meu amigo, esse antigo companheiro de lutas, faz parte da parcela de 6,31% de meus amigos no Facebook (53, de 840 amigos) que defendem a eleição de Bolsonaro como solução para os problemas do país! Indescritível o que senti!

Alguns desses 53 simpatizantes nem foram surpresa para mim. Mas esse meu amigo, esse meu pupilo... Como pode alguém que frequentou a trincheira a meu lado, que bradou gritos de ordem comigo, que combateu e ironizou e festejou a queda do regime militar defender agora a volta do sistema fardado de gestão?

Reconheço que alguns petistas de primeira hora decepcionaram-se com os rumos que o partido tomou e o estão renegando agora... Mas defender a volta do militarismo, principalmente na figura de alguém que é escandalosamente contra todas as conquistas sociais pós-ditadura, que defende a tortura, que acha gerar uma filha “um momento de fraqueza”, que defende o extermínio dos índios e dos descendentes de escravos, que deixa claro que pretende governar na porrada...

Só me resta um consolo matemático: se apenas pouco mais de 6% de meus amigos demonstraram desejo de ter de volta os anos de chumbo, não acho difícil que esse percentual se reproduza no restante do país e que as pretensões do nefasto deputado sejam definitivamente sepultadas nas urnas!

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.

Blogueiros & Colunistas

Voltar