Por: Fala, Zanfra!
Visualizações: 1144

Abaixa o som, condenado!

21/10/2016

Quanto mais alto o volume do som, mais baixo o nível da música!

Isso é quase um axioma. As pessoas educadas e que, normalmente – embora isso não seja cláusula pétrea – têm bom nível cultural costumam ouvir suas musiquinhas lá no cantinho delas. A música é delas e para elas. Ainda que você aprecie música clássica, nenhuma delas vai te obrigar a compartilhar o Concerto para Dois Violinos em Lá Menor de Vivaldi só porque está passando perto do carro delas.

Eu até gostaria que isso acontecesse às vezes, confesso. Mas o que as pessoas querem compartilhar comigo é algo detestável. Tem uma batida canhestra, letra imbecil e melodia de uma nota e meia. Alguns – notadamente os que têm vocação para operar um serviço de alto-falantes potente – chamam de música. Os amantes de música classificam genericamente como lixo.

É regra de boa educação: a sua liberdade termina onde começa a liberdade do próximo. Você gosta de ouvir música alto? Tranque-se nos quintos dos infernos e coloque seu aparelho de som no máximo. Você curte aquele funk esperto com ritmo (?!) que parece uma máquina de lavar roupa precisando de revisão? Vá para o subsolo dos quintos dos infernos e ouça sua música na altura que desejar. Mas me inclua fora dessa!

Ninguém – NINGUÉM – é obrigado a gostar de sua música, é obrigado a ouvir a sua música! Pode ser a coisa mais linda do mundo nessa sua cabecinha de meio neurônio, mas, ainda que seja, nosso neurônio e meio pode não concordar em ouvi-la. Eu gosto de ouvir Chico Buarque nos limites de minha sala de estar. E não quero – repito NÃO QUERO! – ouvir funk ou sertanejo no meio da rua.

A boa notícia é que – caso seja suplantado o principal problema, que é a falta de fiscalização efetiva – os motoristas (!?) que querem nos empurrar suas músicas ensurdecedoras agora poderão ser multados por isso. Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) considera infração grave (5 pontos na CNH, multa de R$ 127,69; R$ 195,23 a partir de 1º de novembro) qualquer som que possa ser ouvido do lado de fora do carro.

Só isso! Não é necessário fazer denúncia, requisitar medição de decibéis, aguardar a burocracia, nada! Fiscalização passou perto, ouviu a música do lado de fora... caneta! Diz que o bolso é o melhor método de educação. Talvez isso sirva também para ensinar a esse pessoal que o som alto pode trazer danos ao cérebro. Como o deles já não é lá essas coisas...

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.

Blogueiros & Colunistas

Voltar