Por: Conexão BrasILHA
Visualizações: 1831

Cofem se reúne com bancada catarinense em Brasília

Negócios - 11/09/2013

congresso_camara_menor.jpg

As entidades que compõem o Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) participaram de café da manhã com a bancada federal catarinense em Brasília reforçando a posição do setor pela regulamentação da terceirização (PL 4330/04) e pela derrubada do veto ao projeto que elimina o adicional de 10% do FGTS.

O encontro foi realizado nesta quarta-feira (11), na Câmara Federal. As federações das Indústrias (FIESC), das Associações Empresariais (FACISC), da Agricultura (FAESC), das Câmaras Lojistas (FCDL), do Comércio (FECOMÉRCIO), dos Transportes (FETRANCESC) e das Associações de Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC) destacaram que a definição de normas claras na contratação de trabalho terceirizado é essencial no processo de modernização das leis trabalhistas e para a melhora do ambiente de negócios no Brasil.

"Precária é a situação atual. Hoje não existe lei que ampare o serviço terceirizado, o que gera insegurança jurídica tanto para a empresa tomadora, quanto para a prestadora e para o trabalhador", disse o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. "A atual legislação foi escrita ainda com máquina de escrever. A terceirização atende a questões de produtividade da indústria, do comércio, do setor de prestação de serviços e dos demais segmentos", disse o presidente da Fecomércio, Bruno Breithaupt.

O coordenador do Fórum Parlamentar, Marco Tebaldi, destacou a importância de desonerar o setor produtivo e afirmou que o encontro foi importante para subsidiar o trabalho dos parlamentares. Atualmente, 22% dos trabalhadores com carteira de trabalho assinada estão em serviços terceirizados.

Existem no País 33,7 mil empresas que prestam serviços terceirizados para diversos setores da economia, gerando um faturamento de R$ 54,7 bilhões por ano. O atual projeto tramita há nove anos, mas o Congresso debate o tema desde 1998. Como não houve consenso na Comissão de Constituição e Justiça, o projeto irá agora diretamente ao plenário.

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

O Blog

Conexão BrasILHA
Conexão BrasILHA Por Simone Kafruni, de Brasília – A coluna é uma análise sobre o impacto das decisões nacionais na Grande Florianópolis, com foco nos fatos locais que movimentam a economia da região. – Simone Kafruni atuou por 15 anos em Santa Catarina como jornalista especializada em Economia, o que lhe rendeu diversos prêmios regionais e nacionais, entre eles, o Prêmio Esso Regional Sul. Trabalhou nas redações do Correio do Povo, Jornal do Comércio e Diário Catarinense. Hoje, na Capital Federal, segue atenta às novidades e aos fatos econômicos que transitam entre a Grande Florianópolis e o Planalto Central. – Produção: Angela Cristina Martins (conexaobrasilha@gmail.com)

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.

Blogueiros & Colunistas

Voltar