Por: Fala, Zanfra!
Visualizações: 1000

De volta às trevas

11/01/2019

Comecei a estudar no que chamam hoje de ensino fundamental – e nós chamávamos de curso primário, ou ‘escolinha risonha e franca’ – em 1963, aos sete anos de idade. No ano seguinte, estouraria o golpe militar de 1964, que governou o país por longos 21 anos.

Terminei a faculdade de jornalismo em 1977. Donde se conclui que, se os queridos leitores se abandonarem a um pequeno cálculo aritmético, passei toda minha vida escolar sob o regime militar. E, apesar de todo esse currículo vivido sob as trevas, posso afirmar, com a categoria de quem esteve lá para sentir, que nunca vi tanto reacionarismo e mentalidade retrógrada, tantos obscuros e obscurantistas a responder pela gestão do país! Nunca vi tanto retrocesso em tão pouco tempo!

Na ditadura militar, a despeito de prisões arbitrárias, tortura, mortes nunca esclarecidas e corrupção, havia cabeças pensantes. Neste governo, temos o quê?

Um ministro das relações exteriores que combate o globalismo e quer que o Brasil se relacione exteriormente apenas com ele mesmo; uma ministra que vê Jesus na goiabeira, só admite dois sexos – devidamente identificados pelas cores azul e rosa – e acha que a teoria da evolução é uma heresia; um ministro do meio ambiente que responde a processo justamente por não respeitar o meio ambiente; uma ministra da agricultura que quer acabar com a fiscalização sanitária dos produtos consumidos pela população; um ministro da educação – que nem brasileiro é – que acha que os brasileiros vão mal na escola por culpa do ‘lixo marxista’; um rigoroso juiz que conheceu o dom da maleabilidade...

É certo que não podemos culpar os obscurantistas pelo cargo que ocupam. Eles não tomaram sua posições à força; foram postos ali pelo obscurantista-mor, um homem que não faz a mínima ideia de como administrar uma guarita e quer governar o país, resolvendo todos os problemas nacionais simplesmente combatendo a ideologia de esquerda! Nem os militares, que ele tanto preza, tinham tanta ojeriza à ideologia de esquerda!

O que mais me espanta é que ele conseguiu eleger-se justamente por isso: o povo concorda em que a esquerda é um atraso para a país, que o comunismo é uma ameaça a espreitar a cada esquina e que só cortando todos os direitos dos pobres o país vai voltar a crescer. Graças ao apoio desses pobres – que só conseguiram algo na vida justamente quando o país foi governado pela esquerda – o obscurantista-mor quer acabar com a Justiça do Trabalho (já acabou como o Ministério do Trabalho), quer facilitar o desmatamento da Amazônia, quer reduzir o imposto de renda dos mais ricos, quer cortar direitos e assistencialismos, que permitir que os grandes latifundiários continuem sendo grandes latifundiários...

Uma das poucas coisas boas do atual governo é que, por não fazer a mínima ideia do que está engendrando, ele volta atrás a cada patacoada que anuncia. Ou é desmentido pelos próprios subalternos, ou avalia que as repercussões não foram das melhores. Mas, pelo andar da carruagem – veículo, aliás, bastante compatível com a cabeça de seus acólitos – a quantidade de baboseiras logo vai ultrapassar o número de recuos e o país vai finalmente ver no que se meteu.

Não demora muito, seremos obrigados a aceitar que a Terra é achatada e nunca girou em torno do Sol (apesar de um de seus ministros tê-la visto lá do espaço), que a lei da gravidade e a teoria da relatividade são produtos do lixo marxista e que basta um cochilo para que nossa bandeira se torne vermelha. A menos que o povo acorde e perceba que não é a primeira vez que uma inexistente ameaça comunista é utilizada para espoliá-lo.

Em tempo: acho que já deu para perceber que “tem que mudar tudo isso daí, talquei?” foi só da boca pra fora, porque ele está fazendo exatamente como seus antecessores – inclusive do demonizado PT – fizeram!

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.

Blogueiros & Colunistas

Voltar