Por: Conexão BrasILHA
Visualizações: 2008

Reunião do Codesul, nesta segunda-feira, em Florianópolis, decide ações para Região Sul

Negócios - 19/08/2013

mapa_codesul.gif

O aumento e a melhora na distribuição de gás natural na região Sul, a assinatura de um protocolo de cooperação conjunta na defesa sanitária e a criação de um órgão de planejamento e gestão para a região Sul são pautas da reunião desta segunda-feira do governador Raimundo Colombo, como presidente do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), na sede da Fiesc, em Florianópolis, com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e os vice-governadores do Paraná, Flávio José Arns, e do Mato Grosso do Sul, Simone Tebet. Também estarão presentes o presidente do BRDE, Carlos Henrique Horn, e o presidente da província argentina do Chaco, Jorge Milton Capitanich. O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, é o anfitrião da reunião.

Gás Natural

Os quatro estados do Codesul são atendidos exclusivamente pelo Gasoduto Bolívia-Brasil (GASBOL), que limita a capacidade de operação para o Sul do país em 12 milhões metros cúbicos diários de gás natural. Atualmente a região opera no limite de sua capacidade de oferta. Segundo informações da Transportadora do Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), em janeiro de 2013, foi registrado a distribuição de 95,9% da capacidade de transporte. "A falta de mais suprimento de gás natural engessa o desenvolvimento da indústria de toda a região, que é a alavanca da economia do Sul do Brasil. Se não solucionado o problema, corremos o risco de observar sérios danos ao desenvolvimento econômico de nossa região", alerta o presidente da SCGÁS, Cósme Polêse. No encontro desta segunda, os governadores assinarão ofício endereçado à Petrobras, solicitando a ampliação da oferta e o acesso aos estudos da empresa que apontam as alternativas de ampliação da capacidade de fornecimento de gás aos estados do Codesul. Entre as soluções sugeridas pelo grupo, baseadas em estudo da UFRJ, estão a ampliação da capacidade de transporte do GASBOL e a implantação de um terminal de regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) em um dos portos do Sul do Brasil.

Defesa Sanitária

Os órgãos de vigilância sanitária animal e vegetal dos membros do Codesul lançaram a proposta de compartilhar a estrutura física das barreiras sanitárias das divisas entre os estados para operações de emergência e promoção de ações conjuntas entre Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. No encontro desta segunda, os governantes assinam o protocolo de cooperação que vai regulamentar a medida e colocar o acordo em prática. Segundo o presidente da Cidasc, Enori Barbieri, a parceria também permitirá que uma equipe de um Estado possa entrar até 12 quilômetros no Estado vizinho para trabalhos de vigilância sanitária animal e vegetal. “Será criada uma área comum para trabalhos mais urgentes”, explica. Hoje, apenas Santa Catarina conta com mais de 60 barreiras sanitárias em operação.

Região Sul

Os representantes dos estados do Codesul também vão debater a proposta de recriação de um grupo dentro dos moldes da extinta Superintendência de Desenvolvimento da Região Sul (Sudesul). A proposta é que o grupo articule com o Governo Federal os investimentos na região, principalmente em infraestrutura e logística, com destaque em um primeiro momento para a construção de novas ferrovias, explica o secretário de Estado de Planejamento de SC, Murilo Flores. Nesta segunda-feira, os governantes estruturam um documento a ser enviado para a presidente Dilma Rousseff oficializando a proposta, que já recebeu sinal positivo do Ministério da Integração Nacional. O secretário Flores destaca, no entanto, que a medida prevê uma estrutura bastante enxuta e eficaz, podendo inclusive funcionar dentro de outro órgão, como o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

O Blog

Conexão BrasILHA
Conexão BrasILHA Por Simone Kafruni, de Brasília – A coluna é uma análise sobre o impacto das decisões nacionais na Grande Florianópolis, com foco nos fatos locais que movimentam a economia da região. – Simone Kafruni atuou por 15 anos em Santa Catarina como jornalista especializada em Economia, o que lhe rendeu diversos prêmios regionais e nacionais, entre eles, o Prêmio Esso Regional Sul. Trabalhou nas redações do Correio do Povo, Jornal do Comércio e Diário Catarinense. Hoje, na Capital Federal, segue atenta às novidades e aos fatos econômicos que transitam entre a Grande Florianópolis e o Planalto Central. – Produção: Angela Cristina Martins (conexaobrasilha@gmail.com)

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.

Blogueiros & Colunistas

Voltar