Polícia, São José - 12 Mar 2019 21:52

Argentino assassinado em São José pode ter sido vítima de homofobia

Corpo foi encontrado nesta terça (12)
Por: Direto da Redação TSF
 
Argentino assassinado em São José pode ter sido vítima de homofobia (Foto: divulgação)

Um homem identificado como sendo o argentino Gustavo Ariel Bergonzi, de 51 anos, funcionário da Loja Leroy Merlin, foi assassinado no bairro Floresta, em São José. O crime, segundo a Polícia, ocorreu na segunda (11), mas o corpo só foi localizado nesta terça. Segundo vizinhos, Gustavo era homossexual, morava sozinho, não tinha passagens policiais e não possuia familiares em Santa Catarina.

O corpo apresentava um corte profundo no pescoço e estava na quitinete onde a vítima residia, na rua Nossa Senhora do Rosário. O apartamento estava revirado. Um vizinho disse ter visto quando um homem não identificado saiu do local carregando alguns objetos.

O delegado da Polícia Civil Manoel Galeno revelou que o órgão genital de Gustavo foi arrancado e, com sangue, o assassino fez um desenho na parede, semelhante à estrela de Davi. A principal suspeita é a de que o crime tenha sido motivado por homofobia.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

(Foto: IGP / divulgação)(Foto: IGP / divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar