Esportes, Eventos, Florianópolis, Geral - 05 Mar 2018 01:27

Argonauta 4 é o Fita Azul na abertura da Copa Veleiros de Oceano

Regata Fortalezas, primeira etapa da temporada, ocorreu nesse sábado com largada na Baía Norte
Por: Direto da Redação TSF
 
Argonauta 4 é o Fita Azul na abertura da Copa Veleiros de Oceano (Foto: Andre Gemmer/Green Multimídia / Divulgação)

Com boa presença da flotilha, comparecendo com 21 embarcações, teve início no sábado (3) em Florianópolis a Copa Veleiros de Oceano 2018 com a realização da Regata Fortalezas, primeira das nove etapas programadas para o ano. Com largada às 11h, na Baía Norte, próximo ao Trapiche da Avenida Beira-mar Norte, as tripulações largaram de balão com ventos fracos entre 5 e 6 nós. Ao longo da regata o vento foi ganhando intensidade, chegando a quase 10 nós em um belo dia de velejo na capital catarinense.

As classes ORC, IRC, C30, RGS A e RGS B cumpriram um percurso contornando boia próxima à Marina de Santo Antônio, passando na sequencia pela Ilha de Ratones Grande, Forte de São José da Ponta Grossa, Ilha de Anhatomirim e novamente Ilha de Ratones Grande antes de retornar para a chegada na Baía Norte. Kiron 4 (ORC), Absoluto (IRC), Argonauta (IRC) e Portobello (C30/IRC) percorreram as quase 23 milhas do percurso praticamente juntos o tempo todo.

Pouco mais de três minutos separaram as quatro embarcações na chegada mostrando o alto nível técnico da flotilha do Iate Clube de Santa Catarina. O Argonauta 4 acertou as manobras decisivas e ficou com o troféu Fita Azul na primeira regata do ano.

- Foi uma disputa muito boa. O vento estava virando um pouco de sul para leste e nós decidimos dar os bordos buscando essa tática. Na volta, depois de Anhatomirim buscamos mais o leste da ilha e deu certo. Foi muito legal começar o ano assim, ainda mais como Fita Azul -, comentou o timoneiro do barco, Tiago Faria.

Após a chegada dos quatro veleiros e o tempo corrigido, o título da classe IRC ficou com o veleiro Absoluto, por apenas 39 segundos de diferença. Tático do barco, o velejador Roberto Salles falou sobre a competição.

- Todos os barcos navegaram muito próximos e foi uma regata muito bacana. O Portobello e o Argonauta conseguiram ganhar uma pequena vantagem e a perna de contravento foi na busca por eles. A tripulação do Absoluto foi muito bem nas manobras e o vento apertando no final foi perfeito para uma chegada emocionante -, disse.

Com isso, a classificação final da etapa na IRC teve o Absoluto em primeiro, seguido por Argonauta e Portobello, campeã também entre os C30. Já na ORC o vencedor foi o Kiron 4. Pela RGS A vitória do Plancton, com Bom Abrigo em segundo, Açores III em terceiro e Caos Calmo em 4º. Já na RGS B o título ficou com o Day Tripper.

Cumprindo um percurso mais curto, as classes RGS Cruzeiro A e B, Bico de Proa e Multicascos fizeram quase a mesma distância com exceção do contorno pelo Forte de São José da Ponta Grossa. Na RGS Cruzeiro A o Quival foi o vencedor terminando à frente do Zimbrox. Já na classe RGS Cruzeiro B o Trinta Réis foi o campeão superando na disputa o Mãe D´Água. Na Bico de Proa deu Tinguá 2 vencendo o duelo com o Volúpia e na Multicascos o título ficou com o Flaying Soul.

Por ser uma classe one design, a HPE-25 tem um formato peculiar e para esse ano a Copa Veleiros de Oceano adotou uma novidade para a primeira etapa da temporada. O formato da disputa foi como uma regata barla-sota e a mudança foi aprovada pelas tripulações participantes.

- Com dois barcos na água a disputa fica tipo um match race. Eles (Arretado) conseguiram passar na nossa frente no contravento, mas depois recuperamos e fomos marcando até o final -, explica Victor Luz, integrante do Força 12.

Em uma disputa muito equilibrada, como é característico da classe, o Força 12 acabou levando a melhor sobre o Arretado por 46 segundos de diferença.

- Foi ótimo largar um barla-sota. O vento sul variou bastante e os dois barcos andaram juntos a regata inteira. Essa classe é feita para barla-sota, pois o barco é quase um monotipo -, concluiu Pedro di Bernardi, tripulante do Arretado.

Resultados – Campeões da Regata Fortalezas:
Fita Azul – Argonauta 4
IRC – Absoluto
ORC – Kiron 4
C30 – Portobello
HPE-25 – Força 12
RGS A – Plancton
RGS B – Day Tripper
RGS Cruzeiro A – Quival
RGS Cruzeiro B – Trinta Réis
Bico de Proa – Tinguá 2
Multicascos – Flaying Soul

A Regata Fortalezas conta com o apoio Projeto da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte – Calendário Náutico 2017- Cidade de Florianópolis e conta com os patrocínios das empresas ENGIE Energia, Nortox, Clemar Engenharia, Softplan, Diprape, ainda dos patrocinadores pessoa física Senhor Umberto Gobbato e Homero Gorafallis Ribeiro


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar