Avaí, Esportes, Florianópolis - 29 Jul 2020 15:40

Avaí/Kindermann reforça time para retomada do Brasileirão Feminino

Clube buscou reforços pensando na Libertadores, em janeiro, no Chile
Por: Direto da Redação TSF
 
Avaí/Kindermann reforça time para retomada do Brasileirão Feminino (Foto: divulgação)

Por Róbinson Gambôa

Com a retomada do Campeonato Brasileiro feminino marcada para setembro (série A) e outubro (A2), o Avaí/Kindermann retomou os treinos na semana passada, no CT em Caçador. O time que representa Santa Catarina na primeira divisão segue em terceiro lugar na tabela, com 10 pontos conquistados em cinco jogos. Mesmo na quarentena, a direção do clube não parou de trabalhar, indo atrás de reforços, já que em janeiro o Avaí/Kindermann vai dusputar a Libertadores feminina, em Santiago, no Chile.

A principal novidade é a meio campo Patricia Llanos, a Pati, de 29 anos, paulista de Diadema que estava no Benfica, de Portugal. Outra contratação é a atacante Tábata, que estava em Israel. A goleira brasileira Dida, que também estava no Benfica, já treina em Caçador, mas vai disputar a série A2 com o Nápoli. Em janeiro, ela sobe para o Avaí/Kindermann para jogar a Libertadores.

Até o início da pandemia, quando as competições foram paralisadas, o Avaí/Kindermann tinha três vitórias, um empate e uma derrota no Brasileirão Feminino. Nos cinco jogos, o time sofreu apenas dois gols, ambos na derrota por 2 a 1 contra o Corinthians, atual campeão da Libertadores.

O Brasileirão Feminino retorna numa quarta-feira, 26 de agosto, com quatro jogos. O Avaí/Kindermann, no entanto, só joga no domingo (30), em casa, diante do Santos. A partida será às 15h, no estádio Carlos Neves, em Caçador.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Natural de Diadema (SP), Pati Llanos começou no Juventus (SP), em 2007. Depois, foi para o Santos, onde integrou as “Sereias da Vila” por dois anos. Depois, passou por São Bernardo, Atlético Mineiro, Centro Olímpico e Ferroviária, onde permaneceu por quatro temporadas. Em 2017, ainda passou pelo Corinthians, até ser contratada pelo Benfica, em 2018. No clube português, onde chegou no início do projeto que criou o feminino do Benfica, Pati jogou 44 partidas e marcou 28 gols, entrando para a história como a primeira jogadora do Benfica a marcar um gol no Estádio da Luz. No campeonato Português de 2019, chamado de BPI, Patricia foi a número um em assistências.

Patrícia costuma erguer conquistar títulos e erguer taças por onde passa. No Brasil conquistou dois campeonatos brasileiros e duas Libertadores. Em Portugal, conquistou a Taça de Portugal, a II Divisão Nacional e Supertaça Feminina.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar