Biguaçu, Política - 01 Set 2021 13:28

Biguaçu: Vereadora Salete entrega defesa com 5 mil páginas à CPI

Eleita para seu 5º mandato, Salete trabalhou em home office em 2020
Por: Direto da Redação TSF
 
Biguaçu: Vereadora Salete entrega defesa com 5 mil páginas à CPI (Foto: divulgação)

Em Biguaçu, a vereadora Salete Cardoso (PL) protocolou na Câmara Municipal na terça-feira (31) uma pasta com aproximadamente 5 mil páginas, entre relatórios que comprovam sua atuação como servidora da Prefeitura em 2020. Os documentos são uma resposta às denúncias formalizadas contra Salete, servidora pública desde 2009, que, segundo os denunciantes, teria faltado ao trabalho 223 dias no ano passado. O caso virou CPI entre os vereadores, e Salete, eleita vereadora em 2020 pela quinta vez, passou a ser investigada, sendo exonerada do serviço na Prefeitura.

A documentação apresentada pela vereadora em sua defesa contém relatórios e comprovações de atividades desempenhadas por ela no período indicado na denúncia. Salete, que tem problemas de saúde, revelou que passou a atuar no sistema home office no início da pandemia, sendo que até mesmo a Secretaria onde estava lotada se manteve com as portas fechadas por quase todo o ano de 2020.

Salete, que faz parte do bloco de oposição ao governo municipal, acredita que as denúncias surgiram por interesses políticos, mas não têm procedência. Até 2020, a vereadora chegou a ser apontada como nome forte para concorrer à prefeita da cidade, após quatro mandados e 16 anos como vereadora na Câmara Municipal da cidade.

Além de Salete, a maioria dos outros vereadores da atual legislatura em Biguaçu exerceram funções públicas na Prefeitura, seja como servidor efetivo concursado, ou ainda assumindo cargos de confiança por algum período do ano passado. Assim como ocorreu em todo o Brasil, muitos deles passaram a trabalhar de casa, no sistema conhecido como home office. Salete lembra que os cartões ponto, onde são registradas as presenças dos servidores no trabalho, seguiram sendo preenchidos de forma presencial, como a Lei permite nessas situações.

- Se a maioria dos vereadores exerceu funções na Prefeitura e também ficaram em casa na Pandemia, por que somente eu estou sendo investigada? – questionou a vereadora, que em 2020 foi eleita com 905 votos.

Natural de Biguaçu, Salete é formada em Pedagogia pela UDESC. Começou a trabalhar aos 12 anos, foi balconista, professora e coordenadora de eventos sociais e esportivos. Como atleta, foi campeã e recordista estadual no atletismo em 1982, bicampeã brasileira da Olimpíada do SESI em 1986 e 1988, e vice-campeã Brasileira nos Jogos Abertos Brasileiros, desta vez no Judô, em 1994 e 1995.

Ainda adolescente, foi voluntária no Programa Olha o Peixe, entre 1983 e 1985, que atendia famílias carentes garantindo acesso a produtos da cesta básica. Entre 1997 e 99, Salete foi presidente do Conselho Municipal de Esportes de Biguaçu, quando implantou modalidades como Judô e Capoeira na Escola. Também foi conselheira tutelar de 2000 a 2003,

Sua primeira eleição para a Câmara de Vereadores ocorreu em 2004, sendo reeleita em 2008, 2012, 21016 e 2020. Nesse período, teve mais de 100 projetos aprovados e cerca de 1.100 proposições. Em 2014, se tornou a primeira mulher eleita presidente da Câmara de Vereadores de Biguaçu em seus 183 anos de história.

Em 2013, assumiu a secretaria Municipal da Cultura, Esporte, Turismo e Lazer. Autora do livro “Esporte é Massa”, dedicado aos talentos esportivos de Biguaçu, Salete integra a Academia de Letras da cidade vizinha de Governador Celso Ramos.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar