Florianópolis, Obras, Turismo, Verão - 10 Out 2019 13:37

Biólogo alerta a cuidados necessários na obra da praia em Canasvieiras

Empreendimento é muito mais complexo do que apenas jogar areia na praia e aumentá-la
Por: Direto da Redação TSF
 
Biólogo alerta a cuidados necessários na obra da praia em Canasvieiras (Foto: Tudo Sobre Floripa)

O início da obra de aumento da faixa de areia na praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha, em Florianópolis, começou a alterar a rotina dos moradores e turistas que frequentam o local. Um problema com uma das dragas contratadas para o serviço acabou atrasando o começo do trabalho, mas achegada de um segundo equipamento, trazido da Bahia, reforçou a previsão de conclusão até o início de dezembro. A draga vai retirar areia do fundo do mar e trazer até a orla da praia. Segundo o biólogo Ademir Reis, o empreendimento é muito mais complexo do que apenas jogar areia na praia e aumentá-la.

Ademir lembra que o Instituto do Meio Ambiente de SC – IMA estabeleceu 44 condicionantes para que a obra fosse executada, entre elas, Programa de Recuperação de Áreas Degradadas, Programa de Controle Ambiental de Dragagem, Programa de Recuperação da Restinga, Programa de Monitoramento da Biota Aquática, Programa de Monitoramento da Avifauna, Programa de Monitoramento da Qualidade das Águas e dos Sedimentos, Programa de Monitoramento do Perfil Praia e da Linha de Costa e Programa de salvamento de animais bentônicos.

- A condicionante que prevê a formação de uma duna frontal com vegetação típica de restinga é um dos aspectos que trará a esta praia um novo visual, ao mesmo tempo que será a faixa protetora contra os processos erosivos eólicos (ação dos ventos) -, explicou.

O projeto aprovado detalha uma faixa de seis metros de largura por toda a extensão da praia, entremeada por passarelas para pedestres, inclusive cadeirantes. Nesta faixa, o sedimento depositado passará, de forma concomitante, por dois processos de fixação. Serão instalados captadores passivos de sedimento (sand fences), para evitar seu desmoronamento e transporte pelos ventos dominantes na área e uma revegetação onde incluirá processo de hidrossemeadura para uma rápida cobertura vegetacional, enquanto será montado um viveiro de mudas especializado em espécies de restinga.

O biólogo explica que essa faixa de seis metros será subdividida em faixas mais estreitas (2m) e em cada uma delas serão implantadas plantas com funções distintas dentro das características próprias de dunas frontais naturais. No viveiro a ser construído haverá a preocupação de buscar a diversidade de espécies características de restingas de Ilha de Santa Catarina, ao mesmo tempo que para cada uma das espécies a serem introduzidas, haverá a preocupação buscar a variabilidade genética, buscando criar, nesta área, populações vegetais que tenham sustentabilidade para permanecerem em processo sucessional por longo tempo.

A região de Canasvieiras era antes de sua ocupação como balneário, uma região com cordões arenosos com uma vegetação bem característica de restinga.

- Este projeto, se bem executado, representará um modelo de restauração ecológica de restingas e poderá contribuir para a restauração das demais áreas de praias de Santa Catarina -, conclui o biólogo.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar