Economia e Negócios, Florianópolis, Geral, Manezinhos pelo Mundo, Tecnologia - 06 Dez 2017 23:45

Companhia elétrica de Florianópolis concorre a prêmio nacional em Brasília

Trabalho de Santa Catarina concorre ao Prêmio ANA 2017
Por: Direto da Redação TSF
 
Companhia elétrica de Florianópolis concorre a prêmio nacional em Brasília Sede da Engie na Avenida beira-Mar (Foto: Divulgação)

A empresa Engie Brasil Energia, situada no bairro Agronômica, em Florianópolis, foi escolhida uma das finalistas ao prêmio da Agência nacional das Águas (Ana 2017). O Programa de Conservação de Nascentes desenvolvido pela Engie concorre na categoria Empresas de Médio e de Grande Porte por ter se destacado no uso racional e sustentável da água.

A cerimônia de entrega será em Brasília, no teatro da Caixa Cultural. Também serão divulgados os vencedores nas categorias Empresas de Micro e de Pequeno Porte, Ensino, Governo, Imprensa – Impressos e Sites, Imprensa – Rádio, Imprensa – TV, Organizações Civis e Pesquisa e Inovação Tecnológica. Os vencedores apresentarão seus trabalhos no maior evento do mundo sobre recursos hídricos: o Fórum Mundial da Água de 2018

Iniciada em janeiro de 2010, a iniciativa desenvolvida em Floripa tem o objetivo de garantir a manutenção da qualidade e da quantidade da água nas áreas de abrangência das usinas operadas pela empresa. Segundo os idealizadores, também se pretende criar uma cultura de preservação dos recursos hídricos e engajar a comunidade da área de abrangência das usinas em ações de conservação ambiental.

O projeto contribui para a redução do êxodo rural e para a reinserção social de reeducandos do sistema prisional, criando oportunidades de qualificação e promovendo a conscientização ambiental.

Promovida pela Agência com patrocínio da Caixa Econômica Federal, a premiação busca reconhecer o mérito de iniciativas que contribuam para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos no Brasil, promovendo o combate à poluição e ao desperdício. Além disso, o Prêmio ANA dá destaque a trabalhos que apontem caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para os brasileiros. A Rede Brasil de Organismos de Bacia (REBOB) apoia o evento.

Diretor-Presidente da Engie Energia Brasil, Eduardo Sattamini (Foto: Divulgação)Diretor-Presidente da Engie Energia Brasil, Eduardo Sattamini (Foto: Divulgação)

Os ganhadores de cada categoria receberão o Troféu Prêmio ANA e uma viagem para participar do 8º Fórum Mundial da Água, marcado para acontecer em Brasília de 18 e 23 de março de 2018. Esta será a primeira edição do maior evento do mundo sobre água no Hemisfério Sul. Durante o Fórum, os vencedores do Prêmio ANA 2017 poderão apresentar seus trabalhos para um público internacional. No caso das categorias de Imprensa, os vencedores terão oportunidade de cobrir o evento.

Todas as regiões do Brasil têm finalistas nesta que é a edição mais concorrida do Prêmio ANA até hoje, que recebeu o recorde de 608 inscrições. São Paulo tem sete finalistas e vem seguido por Minas Gerais (4), Distrito Federal (3), Rio Grande do Sul (3), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1), Paraíba (1), Paraná (1), Pernambuco (1), Rio de Janeiro (1), Rondônia (1), Santa Catarina (1) e Tocantins (1). Acesse aqui o resumo de todos os trabalhos que chegaram à etapa final da premiação.

Depois da fase de inscrições, os trabalhos foram avaliados pela Comissão Julgadora, que escolheu os cinco semifinalistas de cada categoria com base nos critérios de: efetividade, impactos social e ambiental, potencial de difusão, adesão social, originalidade e sustentabilidade financeira (quando aplicável). Para as categorias de imprensa, os critérios são adaptados ao contexto jornalístico. Os projetos selecionados passaram por vistorias feitas por servidores da ANA presencialmente. Num segundo momento, a Comissão Julgadora selecionou os três finalistas e o vencedor das nove categorias, sendo que os ganhadores somente serão conhecidos na cerimônia de hoje à noite.

O Prêmio ANA 2017 tem uma Comissão Julgadora composta por membros externos à Agência e com notório saber na área de recursos hídricos, meio ambiente ou Jornalismo. Compõem o grupo Anícia Pio, Carlos Hiroo Saito, Moema Versiani Acselrad, Mônica Montenegro, Afra Balazina, Lupércio Ziroldo e Oscar de Moraes Cordeiro Netto. O presidente da Comissão Organizadora, Horácio Figueiredo, também preside a Comissão Julgadora, mas não tem direito a voto e não pode selecionar projetos.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar