Eventos, Florianópolis, Geral, Saúde - 13 Set 2017 19:10

Congresso de Reumatologia no Centrosul apresenta novos tratamentos

Evento termina no sábado e tem pelo menos 20 conferencistas estrangeiros
Por: Direto da Redação TSF
 
Congresso de Reumatologia no Centrosul apresenta novos tratamentos (Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)

Nesta quinta (14), durante o segundo dia da 34ª edição do Congresso de Reumatologia, que está sendo realizado no Centrosul, em Florianópolis, serão apresentadas as novas diretrizes para o tratamento de artrite reumatoide (AR).  Participam do evento mais de 2.300 médicos do Brasil e do mundo em um intenso debate sobre as mais de 120 doenças reumatológicas.  O evento encerra no sábado (16) às 12h.

A mesa redonda Tratamento da AR no Contexto Socioeconômico Brasileiro – As Visões do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), que apresentará a novas diretrizes, inicia às 14h e participam o presidente da SBR, George Christopoulos, a coordenadora da Comissão de Artrite Reumatoide (AR) da entidade, Licia da Mota, e o coordenador de Atenção Especializada à Saúde, do Ministério da Saúde, Emmanuel de Oliveira Carneiro, que aborda o desafio financeiro do tratamento da AR no cenário atual, custos diretos e indiretos. A artrite reumatoide acomete cerca de 1% da população brasileira e pode levar à incapacidade física.

Outro momento aguardado pelos médicos nesta quinta (14) é a participação do norte-americano Michael McClung, que apresenta a partir das 16h a conferência Osteoporose: o que há de mais novo em 2017. McClung é uma das referências no tratamento desta doença reumatológica, sendo ele o criador da calculadora que mede os riscos de fratura em pacientes com osteoporose.

(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)

Primeiro dia
Na quarta (13), primeiro dia do Congresso Brasileiro de Reumatologia, destaque para a britânica Laura Coates, que ministrou curso sobre Artrite Psoriásica – Estratégias de Tratamento e Monitorização. No final da tarde, o alemão Xenofon Baraliakos fez uma retrospectiva do ano: O que aprendemos sobre o tratamento de Expondiloartrite Axial.

Paralelo às atividades técnico-científicas do primeiro dia do Congresso, aproximadamente 500 pacientes, cuidadores, profissionais de saúde e familiares participaram do curso gratuito de Educação em Saúde para Pessoas com Doenças Reumáticas.

- Os debates estão sendo muito produtivos. Depois da oncologia, a reumatologia é a especialidade médica que mais cresce. E isso causa um grande impacto social tendo em vista que cada vez mais os novos tratamentos promovem mais qualidade de vida aos pacientes -, afirma Ivanio Pereira, presidente desta edição do Congresso Brasileiro de Reumatologia.

(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)

(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)(Foto: FabrÍcio de Almeida / Imagem e Arte / Divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar