Cultura, Eventos, Florianópolis, Geral, Manezinhos pelo Mundo, Trabalho, Turismo - 22 Mai 2018 16:54

Destaque na edição Floripa 2017, Marcelo Salum participa da Casa Cor SP

Arquiteto catarinense faz sua primeira participação na edição paulistana da mostra
Por: Direto da Redação TSF
 
Destaque na edição Floripa 2017, Marcelo Salum participa da Casa Cor SP (Foto: Divulgação)

Depois de encantar os visitantes da Casa Cor Florianópolis em 2017 com o espaço “Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim” (e ser eleito como ambiente-conceito da edição), o catarinense de Floripa Marcelo Salum aterrissa em São Paulo e participa, pela primeira vez, da edição paulistana da mostra, que está sendo inaugurada nesta terça (22), no Jockey Club de SP.

Para o ambiente de estreia, o arquiteto escolheu um loft, com cerca de 60m², que batizou de ‘Alguma coisa acontece no meu coração…’:

- Estamos pedindo licença para entrar nessa grande e poderosa metrópole e usamos o alterego do nosso escritório para criar o conceito -, explica o profissional.

Em sua sutil homenagem à cidade que recebe e acolhe tantos brasileiros, Salum pensou em um espaço multiuso, que aproveita a arquitetura da área. Assim, uma enorme escada, já existente, sugere a entrada de um banheiro, onde o artista plástico Juliano Aguiar criou uma instalação especial, composta por relicários de objetos pessoais e telas dos personagens que habitam o espaço. No total são 15 obras que formam uma só.  A pequena copa é completada por uma grande e versátil mesa, onde são feitas as refeições e ainda é estação de trabalho. No outro ambiente, uma sala de estar com um canto verde e duas camas de solteiro.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

E, como é característica de seu trabalho, Salum aposta muito nos detalhes. Tecidos foram bordados com trechos de músicas de Chico Buarque e Caetano Veloso:

- isso sugere que os moradores habitam uma cidade como São Paulo) -, define o arquiteto.

Ele diz ainda que a esolha das cores também seguiu essa lógica: tons de cinza predominam pelo espaço, enquanto metade das paredes e o teto ganharam um tom de verde:

- É como um pedido de mais oxigênio para essa cidade -.

Além da instalação de Juliano Aguiar, Salum combina obras de outros artistas, mesclando nomes já consagrados com uma nova geração: Zans, Ana Sabiá, Paulo Gaiad, Paulo Greuel, Rubens Oestroem, Schwanke, Yuri Seródio:

- É um pouco do lugar que essa equipe compartilha com intimidade os sentimentos de viver nessa imensa estrutura urbana -,finaliza ele.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar