Economia e Negócios, Florianópolis, Geral, Trabalho - 01 Nov 2017 17:27

Em Florianópolis, mãe empreendedora se torna empresária durante gestação

História der Patrícia mostra que criar um negócio e cuidar da família é uma missão possível
Por: Direto da Redação TSF
 
Em Florianópolis, mãe empreendedora se torna empresária durante gestação (Foto: Divulgação)

Em 2016, Patricia Carvalho Lamego, de 39 anos, moradora de Florianópolis, começou a gourmetizar molhos em casa, por puro prazer gastronômico. Ela, que sempre trabalhou no gerenciamento de projetos ambientais, fez da sua produção caseira um hobby, e com cada vez mais elogios, ela viu a oportunidade de gerar renda comercializando sua criação. No entanto, um detalhe parecia ser um obstáculo: Patrícia estava no meio da sua terceira gestação, esperando o Rafinha, hoje com 10 meses.

Contrariando a expectativa de muita gente, Paricia seguiu seu sonho e foi em frente, e logo vislumbrou nos seus molhos um mercado promissor. Ela também percebeu de início a necessidade de uma consultoria para desenvolver sua marca e modelos de embalagens que conferissem segurança, praticidade, e, claro, baixo custo.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Seu próximo passo foi adequar o seu rótulo à legislação vigente. E enquanto se multiplicava em tarefas com a gestação, que por si só já requer diferentes habilidades, também criava uma nova linha de sabores em molhos especiais.

Pouco tempo depois nasceu a Mô -, nome dado á sua linha de produtos gastronômicos. O bebê Rafinha veio logo em seguida, em Dezembro de 2016.

- Nem poderia imaginar que daria para conciliar as tarefas de casa com o Rafa, ainda mais com uma nova atividade empreendedora. Não tinha a menor ideia do potencial em vendas que tinha em minhas mãos, mas com uma ajudinha profissional tudo ficou mais claro -, lembra Patrícia.

Ela conta que buscou uma agência especializada em micro e pequenas empresas. Logo depois do projeto, o pessoal da Döo Open elaborou um plano de marketing completo, inclusive com estratégias para que Patrícia pudesse conquistar novos pontos de vendas.

- Marca pronta, conceito definido e novo design de embalagem: além de tudo muito lindo o resultado foi surpreendente. Agora era colocar o Rafinha no carro e sair visitando mercearias e padarias gourmet de Floripa -, disse.

Projetos como o da Patrícia aumentaram muito, afirma Cyntia Stein, Planner na Döo Open:

- São projetos gratificantes, envolvem sonhos, realizações pessoais, e mudanças nos planos de vida. O nosso trabalho está em compreender esses sonhos e traduzi-los para um mercado real, dinâmico. São esforços que valem à pena. Ainda hoje existem poucas empresas voltadas aos Micro e Pequenos Empreendedores, esse é o ponto que nos diferencia -, salienta.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

- Um projeto pode durar de um a três meses podendo chegar até seis. O que às vezes o empreendedor desconhece são as linhas de financiamento, exclusivas para negócios como o da Patricia. Também lançamos um Programa próprio com subsídios que reduzem os custos do projeto, por exemplo: Nosso Programa Micro e Pequenas Grandes Ideias, que subsidia e financia o pagamento dos projetos. Esta foi a forma que encontramos para conquistar e fidelizar nossos clientes -, continua.

Segundo dados da Fiesc, o aumento do número dos Micro e Pequenos Negócios quase dobrou em virtude da crise. Cada vez mais é preciso diferenciar a sua marca destacando o seu produto ou serviço.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar