Florianópolis, Geral, Meio Ambiente, Obras - 04 Dez 2020 13:03

Em meio á estiagem, vistoria na Lagoa do Peri não localiza floração de algas

Peritos constataram que não há proliferação de algas no manancial que abastece a Ilha
Por: Direto da Redação TSF
 
Em meio á estiagem, vistoria na Lagoa do Peri não localiza floração de algas (Foto: divulgação)

Como parte integrante do trabalho de monitoramento permanente da Lagoa do Peri, no Sul da Ilha, em Florianópolis, a equipe de Meio Ambiente e Qualidade de Água da Casan percorreu nesta semana o manancial para avaliar uma suposta floração de algas, descartando tal ocorrência nos pontos vistoriados. O volume de água da Lagoa segue afetado pela estiagem prolongada.

O relatório do biólogo Rudnei Hinkel, que vistoriou três trechos da orla acompanhado de um funcionário da Floram, administradora da Unidade de Conservação Municipal, relata que “não foi constatada nenhuma floração”, mas uma ocorrência pontual de material espumoso, e em quantidade muito reduzida.

- Florações são a parte aparente da superpopulação de determinados grupos (gêneros ou espécies) de algas, motivadas por um processo de eutrofização, formando massas bióticas flutuantes na superfície d’água, de coloração normalmente esverdeada (quando cianobactérias ou clorofíceas). Quando pontuais, essas massas costumam se acumular na orla de lagoas e reservatórios sobretudo em função da ação predominante dos ventos sobre a lâmina d’água -, explicou Hinkel no documento que foi compartilhado com o Conselho Municipal de Saneamento (Comsab). Uma nova vistoria será realizada na próxima semana.

Para preservar a Lagoa fortemente afetada pela falta de chuvas, desde março a Casan vem reduzindo a captação de água no manancial. A implantação de redes, adutoras e boosters (motobombas) e o uso de poços do Aquífero do Campeche já reduziram a captação que era de 200 litros/segundo pela metade.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Uma série de obras em andamento, com reforços dos Sistemas Integrado e Costa Norte, devem reduzir até o final do Verão a captação para 50 l/s, o equivalente a 25% da outorga. A lâmina da água da Lagoa subiu para 180cm, depois de ter chegado próximo a 1,50m em agosto.

Na aba ‘Lagoa do Peri’ na capa do site www.casan.com.br, a Superintendência Regional Metropolitana da Companhia mantém um conjunto de dados sobre o manancial e sobre as obras em andamento para preservá-lo.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar