Geral, Grande Floripa, Meio Ambiente - 09 Fev 2018 15:16

Em São João Batista, fiscais interditam empresa de extração areia na Colônia

Trabalho foi considerado irregular por não cumprir com Termo de Conduta
Por: Direto da Redação TSF
 
Em São João Batista, fiscais interditam empresa de extração areia na Colônia (Foto: Divulgação)

Na tarde de quinta (8), fiscais do setor de obras e tributos da Prefeitura de São João Batista, na Grande Florianópolis, estiveram no bairro de Colônia para fechar uma empresa responsável por retirar areia de locais proibidos. O motivo foi a falta de alvará de funcionamento.

No ano passado,a empresa chegou a solicitar formalmente o documento que permitiria o funcionamento, mas o pedido foi negado por esta não cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta, que prevê várias normas ambientais. De acordo com a assessora tributária Neiva Cordeiro, não é de hoje que a Fundação de Meio Ambiente está de olho nas extratoras de leito de rio e encavas. Em setembro de 2015, quatro empresas de extração de areia em leito de rio foram notificadas e tiveram licenças canceladas por estarem em desacordo com um Termo de Ajuste de Conduta – TAC assinado ainda em 2005.

Neiva frisa que estão cumprindo a lei e, acima de tudo, atendendo o pedido de moradores do Fernandes, Colônia, Tigipió, Rio do Braço, Ribanceira e Tajuba I que estão inconformados com o que acontece no rio. Todas as reclamações deles além de chegarem até a Fundação de Meio Ambiente também são encaminhadas para o Ministério Público.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar