Cultura - 20 Jul 2013 10:00

Escritor de Biguaçu é o novo membro da Academia Catarinense de Letras

C. Schmidt tomará posse em cerimônia no próximo dia 25, na sede da instituição
Por: Danilo Duarte
 
Escritor de Biguaçu é o novo membro da Academia Catarinense de Letras Schmidt ocupará a cadeira de Jair Hamms (Foto: Divulgação)

No próximo dia 25/07 (quinta-feira), o escritor e morador de Biguaçu, Carlos Ronald Schmidt tomará posse como membro da Academia Catarinense de Letras em cerimônia a ser realizada na sede da entidade, no Centro de Florianópolis, às 19h. O discurso de recepção será proferido pelo acadêmico Mário Pereira, titular da cadeira 8. Ronald ocupará a cadeira 25 que vagou com o falecimento do escritor e jornalista Jair Francisco Hamms.

O escritor Carlos Ronald obteve 20 votos e passa a ocupar o lugar que teve início com o patrono Juvêncio Martins da Costa (1850-1882), o fundador Antônio Mâncio Costa (1835-1971), o primeiro titular Amaro Seixas Ribeiro Neto (1924-1984), o segundo titular Paschoal Apóstolo Pítsica (1938 -2003) e Jair Francisco Hamms (1935-2012).

Schmidt teve seus primeiros poemas publicados nos jornais O Estado e Gazeta. Jovem, entrou para o “Grupo Litoral”, um clube de escritores e intelectuais que se reuniam para discutir literatura e artes.  O primeiro livro publicado foi “Poemas” (1959). No ano seguinte, publicou “Cantos de Ariel”. Além dessas duas obras, Carlos publicou os seguintes livros de poemas- “As Origens” (1971), “Ânua” (1975), “Dias da Terra” (1978), “Gemônias” (1982), “As Coisas Simples” (1986), “Como pesa!” (1993), “A Cadeira de Édipo” (1993), “Cuidados do Acaso” (1995) e “Todos os Atos” (1997).

O autor possui uma obra traduzida para o italiano “Dettagli dell"Assenza” (Detalhes do Ausência) (1975), além do inédito “El água que hierde” (A Água que ferve). Também possui 10 peças de teatro, entre elas “A Limousine de Goethe”, sobre a perseguição no Brasil aos descendentes de alemães durante a 2ª Guerra Mundial. Pelo conjunto de suas obras, recebeu em 1996 o prêmio Othon D"Eça, conferido pela Academia Catarinense de Letras.

Perfil
No rol dos mais conceituados poetas de Santa Catarina, Carlos Ronald reside em Biguaçu desde a década de 1970. É casado com Neide Maria Silva Campos, “filha da Terra” e neta e sobrinha respectivamente de Alfredo Álvares da Silva (Fedoca) e Ulmar Sardá da Silva, antigos ex-prefeitos de Biguaçu. O casal tem quatro filhos.

Descendente de alemães, nasceu em em 2 de dezembro de 1935, em Florianópolis. Passou a infância nas ruas João Pinto e Tiradentes. Estudou no tradicional Colégio Catarinense.

Em 1958, ingressou na faculdade de Direito, formando-se em 1962. Em 1966, passou no concurso para Juiz de Direito. Fez carreira na magistratura nas comarcas de Concórdia, Guaramirim, Braço do Norte e Biguaçu, onde aposentou-se nos anos 70.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar