Geral, Grande Floripa, Política, Saúde - 11 Ago 2017 12:51

Fechamento de hospital em São Pedro de Alcântara gera debate na Alesc

Secretário de Estado de Saúde, Vicente Caropreso, estará na reunião da Comissão de Saúde na próxima terça (15)
Por: Direto da Redação TSF
 
Fechamento de hospital em São Pedro de Alcântara gera debate na Alesc Sessão ordinária de quarta-feira (9) (Foto: Miriam Zommer / Divulgação)

Uma moção sobre o possível fechamento do Hospital Santa Teresa, situado em São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, provocou uma polêmica entre os deputados estaduais durante a Ordem do Dia da sessão ordinária na quarta-feira (9), na Assembleia Legislativa. O impasse sobre a aprovação da moção, de autoria do deputado Neodi Saretta (PT), levou ao adiamento da votação da matéria para a próxima quarta-feira (16).

No documento, Saretta, que também é presidente da Comissão de Saúde da Alesc, manifestava à Secretaria de Estado da Saúde (SES) contrariedade ao fechamento do Hospital. A unidade foi inaugurada em 1940, com a presença do então presidente Getúlio Vargas, com o objetivo de atender portadores de hanseníase. Atualmente, ela é mantida pelo governo estadual e atende pacientes psiquiátricos e serve de apoio para pessoas que estão em atendimento em outros hospitais da região.

A notícia sobre o possível fechamento do Santa Teresa veio à público na semana passada, divulgada em primeira mão pelo portal Tudo Sobre Floripa. Conforme Saretta, prefeito e vereadores de São Pedro de Alcântara vieram à Assembleia na tentativa de evitar o encerramento das atividades do único hospital da cidade.

- A comunidade regional está cobrando uma posição da Assembleia sobre esse assunto -, justificou Saretta.

Dirceu Dresch (PT), que também assinou a moção, e Rodrigo Minotto (PDT) defenderam a aprovação, mas outros parlamentares não concordaram com o teor da moção. Dalmo Claro (PSD) e Fernando Coruja (PMDB) afirmaram que é necessário reavaliar a atuação do Hospital Santa Teresa. Eles destacaram que hospital tem um custo muito elevado para a pequena quantidade de pacientes que atende atualmente.

- O governo não pode abandonar as pessoas que estão lá, mas é preciso reavaliar a atuação desse hospital, pois ele perdeu sua finalidade. Da forma como ele está, é melhor que não funcione, porque o benefício é muito pequeno - completou Dalmo.

Darci de Matos (PSD), Nilson Gonçalves (sem partido) e Mauro de Nadal (PMDB) também manifestaram contrariedade ao teor da moção. Diante do impasse, Saretta acatou sugestão do presidente da Assembleia, deputado Silvio Dreveck (PP), que adiou a votação da matéria para a próxima quarta-feira, com o objetivo que os parlamentares tenham mais informações sobre o assunto.

Saretta informou que na terça-feira (15), o secretário de Estado de Saúde, Vicente Caropreso, estará na reunião da Comissão de Saúde da Assembleia. Na ocasião, o assunto será abordado.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar