Educação, Eventos, Florianópolis, Geral - 05 Jul 2018 13:15

Grupo promove ação cultural em escola abandonada no Centro Histórico

Ação cultural busca valorização da região Leste do Centro de Florianópolis
Por: Direto da Redação TSF
 
Grupo promove ação cultural em escola abandonada no Centro Histórico (Foto: Alesc / Divulgação)

Localizada no chamado Baixo Centro de Florianópolis, a fachada da antiga Escola Estadual Antonieta de Barros – onte também já funcionou o Colégio Dias Velho, será sede de uma ação cultural no domingo (22). A iniciativa tem como objetivo valorizar os espaços públicos na região da área central que tem se destacado com aspectos culturais e econômicos da vida boêmia na Capital.

A ação chamada “Ocupa Antonieta” é organizada pelo comerciante Radji Schucman e pelo jornalista e produtor cultural Fifo Lima, e deve contar com a participação de artistas visuais, como pintores, grafiteiros, pichadores, gravadores, lambe-lambes, praticantes do stencil e artistas de outras linguagens. Lançado nas redes sociais na segunda (2), a iniciativa já recebeu mais de 500 confirmações e tem mais de mil interessados.

- A ideia é chamar atenção para a zona leste do Centro antigo. A Rua Victor Meirelles se tornou eixo de ligação da Praça XV com a Avenida Hercílio Luz e tem um aspecto econômico muito forte, com o surgimento de bares e o ambiente boêmio -, justifica Lima.

O “Ocupa Antonieta” está previsto para iniciar às 15h, mas pode ser antecipado para 13h ou 14h, diante da adesão da comunidade artística que frequenta a região.

- Antes de começar, vamos reunir os artistas para estabelecer os espaços. Também recebemos a adesão de músicos, então precisaremos organizar a ação antes do início -, afirma Lima, que ainda teme haver algum tipo de proibição para a iniciativa até a data programada.

Do ponto de vista urbanístico, a ação também pretende estimular o debate para implantação de um calçadão da região leste, pois o trecho entre a Praça XV a Rua Saldanha Marinho está fechado para o tráfego há mais de 20 anos, mas a obra do passeio público ainda não foi realizada.

- Além da economia, há um aspecto cultural marcante, pois ali estão localizados o Museu Victor Meirelles, em fase final da obra de ampliação e restauração, e a antiga sede da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), que deve abrigar parte do acervo da Biblioteca Pública Estadual -, disse.

Com a iniciativa, a comunidade artística também pretende descobrir como estão os projetos e trâmites burocráticos, que previam a restauração do prédio histórico e sua ocupação pela Escola da Assembleia Legislativa, conforme previsto, quando o imóvel foi cedido por 30 anos pelo governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação para o parlamento catarinense. De acordo com a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa, uma licitação para elaboração de um projeto arquitetônico já foi realizada, mas os demais trâmites, como a licitação para restauração do imóvel têm esbarrado na burocracia junto a órgãos municipais e estaduais.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar