Agricultura, Florianópolis, Política, São José, Trabalho - 16 Out 2013 10:48

Incra recebe MST e diz que vistorias da Reforma Agrária estão sendo feitas

Manifestantes devem agora passar o dia na sede da Conab, em Barreiros, São José
Por: Róbinson Gambôa
 
Incra recebe MST e diz que vistorias da Reforma Agrária estão sendo feitas José dos Santos conversou com lideranças do MST e deu satisfação sobre as desapropriações no Estado (Foto: divulgação/Incra)

As manifestações que estão sendo promovidas pelo MST (Movimento Sem terra) desde terça-feira (15) em Florianópolis e São José também ocorrem nas principais capitais brasileiras. A pauta de reivindicações que foi apresentada ao superintendente do Incra, José dos Santos, também estão sendo entregues ao diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Cione Souza, no escritório da estatal,  no bairro Barreiros em São José.

Os manifestantes chegaram ao prédio do Incra na terça-feira (15) pela manhã, e permaneceram no local até a manhã seguinte.

O movimento pede mais agilidade e prioridade na reforma agrária, com o assentamento das famílias acampadas, através da desapropriação de novas áreas. Também pede uma solução para o endividamento dos agricultores e assentados da reforma agrária, possibilitando acesso a novos créditos, inclusive para habitação.

Também vem sendo pedido em todo o País pelo MST a criação de uma modalidade de crédito especial para a reforma agrária, o qual deve ser desburocratizado e com agilidade no repasse. Alem disso, o movimento quer mais agilidade na regularização das famílias que atendam os critérios para serem assentadas.

De acordo com a assessoria de comunicação do Incra, os manifestantes utilizaram colchões próprios para pernoitar nas dependências do Instituto, que há um ano e meio funciona no bairro Praia Comprida, em São José.  Antes de desocupar o prédio, uma comissão de organização formada pelos próprios manifestantes tratou de promover uma limpeza no local, recolhendo o lixo e deixando as dependências em bom estado para o trabalho de rotina retomado nesta quarta-feira (16).

O superintendente José dos Santos, recebeu uma comissão do MST, e procurou dar uma satisfação sobre cada um dos ítens da pauta de reivindicações. Segundo ele, as vistorias de terra para a desapropriação de áreas para o assentamento de famílias acontecem regularmente, atendendo a um cronograma de trabalho. Já a renegociação das dívidas do Pronaf está em discussão com o Governo Federal. Se adotadas, dependem ainda de aprovação do Congresso.

Segundo ele, uma nova modalidade de crédito está sendo discutida, em Brasília, prevendo a ampliação dos valores. A construção e reforma de casas, agora, será por intermédio do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.

- Só neste ano foram feitas cerca de 500 vistorias para a regularização das famílias em todo o País -, explicou.

Sobre a infraestrutura exigida pelo Movimento, José lembrou que serão firmados convênios com as prefeituras de Lebon Régis, Calmon e Matos Costa para melhoria de estradas.

José dos Santos assumiu como superintendente do Incra em fevereiro deste ano.  É técnico agrícola e servidor de carreira do Instituto desde 1982. Segundo ele, em Santa Catarina vivem hoje cerca de 5 mil famílias assentadas em 138 diferentes projetos.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar