Florianópolis, Geral, Grande Floripa, Polícia - 10 Out 2018 14:45

Justiça decreta prisão para homem que matou a ex-mulher em Santo Amaro

Délcio Fagundes, de 67 anos, vai responder por feminicídio
Por: Direto da Redação TSF
 
Justiça decreta prisão para homem que matou a ex-mulher em Santo Amaro (Fotois: Divulgação)

A Justiça converteu nesta quarta (10) em prisão preventiva a detenção do cobrador de ônibus Délcio Fagundes, de 67 anos, que confessou ter matado a ex-mulher a golpes de canivete. O crime ocorreu na manhã de segunda (8). Délcio entrou no prédio de uma clínica de fisioterapia, no Centro de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, e matou a ex-esposa Maria Aparecida Pinho Fagundes. Depois do crime, Délcio parou junto a um muro a poucos metros do local do crime, e esperou pela chegada da Polícia.

Segundo o Delegado Rodrigo Mayer, a rápida captura de Délcio feita pela PM, bem como as diligências investigativas posteriores ao crime realizadas pelo Setor de Investigação e Capturas da Delegacia de Santo Amaro da Imperatriz, evidenciaram com clareza todas as circunstâncias e motivação do crime que chocou a população catarinense.

Délcio permanece preso desde o crime. Ele foi levado à carceragem da delegacia, onde almoçou no começo da tarde, e foi levado no começo da noite para o Complexo Penitenciário de Florianópolis. Ele vai responder por crime de homicídio duplamente qualificado, por ter utilizado de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e pelo feminicídio (morte de mulher por questões de gênero).

- A rápida intervenção do Poder Judiciário foi decisiva para que a resposta à comunidade fosse completa -, concluiu o Delegado.

Délcio e Maria estavam separados há dois meses. Na delegacia, Délcio ciontou que não se conformou em ver a ex-mulher com um novo namorado, e decidiu cometer o crime. Os dois foram casados por 35 anos, e tiveram cinco filhos e cinco netos.
Maria fazia exercícios na clínica, situada na rua Frei Fidêncio Feldmann, quando foi surpreendida por Délcio, que aplicou mais de 20 golpes, a maioria deles nas costas. Testemunhas que estavam no local ainda tentaram conter o agressor, sem sucesso.

Delcio conseguiu entrar na clínica com facilidade porque já havia sido paciente no local.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar