Economia e Negócios, Florianópolis, Geral, Turismo, Verão - 23 Dez 2018 23:36

Novo sistema vai facilitar o acesso de turistas argentinos no Brasil

Cadastro preliminar agiliza a entrada dos turistas do país vizinho em Uruguaiana (RS)
Por: Direto da Redação TSF
 

O ministro do Turismo, o catarinense Vinicius Lummertz, esteve reunido esta semana com a diretora executiva da Polícia Federal, Silvana Borges, para discutir os detalhes do sistema que agiliza a entrada de argentinos no Brasil. Por meio de um cadastro preliminar, os turistas dos países vizinhos terão um acesso rápido, com uma checagem simplificada por meio eletrônico. Em fase piloto, o sistema atende, neste primeiro momento apenas os visitantes argentinos no posto de controle terrestre de Uruguaiana, no Rio grande do Sul.

Após o teste, iniciado na quinta-feira (20), a facilidade pode ser expandida para outras portas de entrada e para beneficiar todas as nacionalidades do Mercosul.

O Brasil recebeu 2,67 milhões de turistas argentinos em 2017, o que representa 40% do volume total dos visitantes internacionais que estiveram no país. Mais da metade (1,38 milhões) dos turistas do país vizinho entrou via terrestre e Uruguaiana (RS) é o principal ponto de acesso dos argentinos no Brasil. Para facilitar a entrada dos argentinos e movimentar o turismo no Brasil, a Polícia Federal implementou um sistema que permite o acesso rápido àqueles que fizeram um cadastro preliminar. Basta o turista apresentar o cadastro impresso com código de barras ou em aplicativo de celular sem precisar descer do carro.

- Na fase inicial, o sistema passará a funcionar apenas em Uruguaiana para os argentinos. Após os ajustes finos no software a ideia é expandir para outros pontos de controle e outras nacionalidades no próximo ano -,  comentou a diretora executiva da PF, Silvana Borges. Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, a iniciativa da Polícia Federal é extremamente importante para movimenta o turismo.

- Quando um turista tem de ficar por mais de 10 horas num engarrafamento para acessar um destino, ele tende a buscar outras opções. Precisamos desses visitantes para gerar empregos e movimentar a economia do país -, comentou o ministro. Os documentos exigidos para o pré-cadastro são os mesmos do acesso convencional e não há custo adicional para o visitante internacional fazer o registro preliminar.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar