Geral, Grande Floripa, Palhoça, Saúde - 05 Dez 2019 16:45

Palhoça contra o câncer de pele: mutirão vai avaliar lesões na Policlínica Municipal

Dermatologistas vão avaliar, orientar e encaminhar pacientes para tratamento, quando necessário
Por: Direto da Redação TSF
 

No sábado (7), ocorre em Palhoça um mutirão de avaliações médicas em lesões e manchas suspeitas de câncer de pele. A ação ocorre em alusão à Campanha Nacional Dezembro Laranja, organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, que visa estimular a prevenção e o diagnóstico precoce de carcinomas ou melanomas. Na Policlínica Municipal, que funciona em parceria com o curso de medicina a Unisul, médicos dermatologistas, acadêmicos e outros colaboradores estimam atender, de forma voluntária, 250 pessoas entre as 9h e as 15h.

O mutirão de procedimentos diagnósticos e terapêuticos é destinado a qualquer pessoa que possui lesão suspeita de câncer na pele, porém o atendimento será exclusivo para pacientes com suspeita de câncer de pele, ou seja, outras dermatoses não serão atendidas nesta campanha. As senhas serão distribuídas por ordem de chegada.

O secretário municipal de saúde, Rosinei Horácio, lembra da importância da prevenção.

- Além de contribuir com os índices de cura e a diminuição das taxas de mortalidade, o investimento na prevenção pode reduzir significativamente os custos com tratamentos -, acrescenta.

Na campanha de 2018, foram realizados 240 atendimentos, 53 procedimentos, entre criocirurgias, pequenas cirurgias e biópsia. Além disso, 40 procedimentos de pele foram agendados a partir do mutirão e casos foram encaminhados para tratamento. Dos atendimentos realizados no ano passado, 38 casos de câncer de pele foram diagnosticados, incluindo cinco melanomas, caracterizado como o tipo mais grave de câncer de pele devido grande potencial de metástase.

A Campanha Nacional Dezembro Laranja é realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Dezembro Laranja
Em 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia deu início ao movimento de combate ao câncer da pele batizado Dezembro Laranja para conscientizar a população quanto à importância de se prevenir e buscar tratamento imediato quando necessário. Para se prevenir, além da aplicação do filtro solar, é recomendável usar chapéus, óculos escuros e roupas que cubram boa parte do corpo, assim como evitar atividades ao ar livre entre 10h e 16h.

A maioria das pessoas têm pintas e quase todas são inofensivas. Para auxiliar na identificação de sinais perigosos, dermatologistas desenvolveram uma metodologia chamada ABCDE. Procure um médico se uma pinta ou mancha apresentar assimetria, bordas irregulares, cor desigual, diâmetro maior que cinco milímetros ou evolução (que muda de tamanho, forma, cor, aparência ou começa a coçar ou sangrar).

Santa Catarina é um dos estados com maior incidência de casos de câncer de pele no país, sendo a região do Vale do Itajaí e Grande Florianópolis as mais preocupantes


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar