Esportes, Palhoça - 11 Mar 2020 13:53

Palhoça lança o programa Bolsa Atleta Municipal para esportes olímpicos

Os medalhistas terão direito a cotas financeiras durante onze meses, no ano imediatamente seguinte à competição
Por: Direto da Redação TSF
 
Palhoça lança o programa Bolsa Atleta Municipal para esportes olímpicos (Foto: divulgação)

Em Palhoça, a Fundação Municipal de Esportes e Cultura (FMEC) lançou de forma oficial nesta semana o programa Bolsa Atleta, que tem o objetivo de valorizar e apoiar atletas e para-atletas participantes do desporto de rendimento, incentivar jovens valores e desenvolver a prática do esporte como meio de promoção social, mediante a concessão de bolsas remuneradas. O ato de lançamento do programa aconteceu na terça-feira (10), na sede da Prefeitura, com a presença de atletas, técnicos e professores de atletismo e incentivadores.

O Bolsa Atleta foi criado pela Lei no. 4813/2020, prevê a liberação de recursos para os medalhistas, ouro, prata e bronze, de quatro competições estaduais que são disputadas a cada ano: os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), os Joguinhos, Olesc e Jogos Escolares (Jesc).

Poucos municípios oferecem esse benefício aos atletas amadores de alto rendimento em Santa Catarina. Na Grande Floripa, o destaque tem sido São José, quem mais investe. Em Florianópolis, onde não há bolsa-atleta, competidores tem migrado para representar outras cidades. Palhoça tentou implantar o programa em outras ocasiões, mas as tentativas foram sempre frustradas.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Segundo a Prefeitura, o programa vem corrigir uma distorção na área do esporte amador de alto rendimento, porque mesmo se destacando como formadora, incubadora de atletas, a cidade de Palhoça perdia seus medalhistas para outros municípios. Os destaques do atletismo em competições estaduais eram recrutados por cidades que oferecem bolsas.

O prefeito Camilo Martins sancionou a lei recentemente e comemorou o efeito que ela provocará no cenário esportivo do município, porque entende que, a partir de agora, a Fundação Municipal de Esportes e Cultura terá como apoiar seus atletas de alto rendimento.

- A partir deste momento, com a criação do Bolsa Atleta Municipal, a Fundação de Esportes se torna competitiva e pode incentivar para que os atletas continuem lutando por medalhas, representando as cores da bandeira de Palhoça -, Inclusive, segundo fonte da FMEC, vários atletas que medalharam se afastaram de Palhoça por falta de apoio financeiro já estão manifestando interesse de retornar.

Camilo Martins relacionou a criação da Fundação Municipal de Esportes e Cultura e a instituição do programa Bolsa Atleta Municipal.

- São importantes conquistas na área esportiva, para impulsionar o desenvolvimento do esporte no município. É resultado de um trabalho de equipe, que conta com a parceria do Legislativo -,prosseguiu.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

A FMEC fechou o ano de 2019 com 27 projetos esportivos, mas deverá encerrar 2020 com 38 iniciativas em várias modalidades.

O vice-prefeito Amaro Júnior, que tem uma relação profunda com os esportes, considera o trabalho realizado pela Prefeitura, através da Fundação Municipal de Esportes e Cultura.

- É extremamente importante, porque estimula o atleta a persistir no seu sonho. Estamos trabalhando para deixar um legado -, disse.

Apoio financeiro
O Programa Bolsa Atleta Municipal atenderá às modalidades olímpicas e paraolímpicas, bem como aquelas que integram o quadro oficial das competições da Fesporte, o órgão oficial do esporte no estado, com prioridade àquelas em que o município vem participando em eventos oficiais de âmbito estadual, como: Olimpíadas Estudantis de Santa Catarina (Olesc), Joguinhos Abertos de Santa Catarina, Jogos Abertos de Santa (JASC) e o ParaJasc. São competições disputadas todos os anos.

Segundo o presidente da FMEC, José Virgílio Júnior Secco, o programa garante apoio financeiro para atletas, paratletas não profissionais e atleta guia.

- Todos os atletas medalhistas (ouro, prata ou bonze) terão direito ao recebimento de cotas financeiras durante onze meses, até a próxima disputa. A remuneração é proporcional à competição e à medalha conquistada e passa a valer no ano imediatamente seguinte à competição -, disse.

Ainda segundo o presidente da FMEC/Palhoça, o número de beneficiados é ilimitado e os recursos estão assegurados na própria fundação.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Reconhecimento
Ao final do ato de assinatura do programa Bolsa Atleta, o presidente da Associação Palhocense de Karatê, Heverton Alessandro da Silva, fez a entrega do “Certificado de Reconhecimento”, ao prefeito Camilo Martins e ao presidente da Fundação Municipal de Esportes e Cultura, José Virgílio Júnior Secco, pelo “excelente trabalho desenvolvido em prol do esporte amador de Palhoça”.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar