Economia e Negócios, Geral, Palhoça, Turismo, Verão - 21 Fev 2018 19:27

Palhoça sobe de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro

O Município subiu da categoria ‘C’ para ’B’.
Por: Direto da Redação TSF
 
Palhoça sobe de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro (Foto: Divulgação)

Periodicamente, o Ministério do Turismo atualiza a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Na última atualização, publicada recentemente, o município de Palhoça evoluiu para a categoria B, que permite pleitear até R$ 500 mil por ano para realizar eventos turísticos.

Segundo o prefeito Camilo Martins, a subida no ranking se deve ao crescimento econômico do município, seja pelo aumento no número de empresas e empregos no setor turístico, pela ampliação de estabelecimentos formais de hospedagens ou pelo crescimento do fluxo de turistas brasileiros e estrangeiros na cidade.

- Essa melhoria de categoria é conseqüência de investimentos da prefeitura em diversas ações para garantir a comodidade, infraestrutura e tranquilidade para os turistas que visitam nossa cidade e, principalmente, nossas belas praias -, explica o prefeito.

A opinião do prefeito é compartilhada pelo secretário de Turismo, Adriano Mattos, que explica que a existência de um Conselho Municipal de Turismo – COMTUR, de profissionais da área atuando na Secretaria Municipal de Turismo (SETUR), o aumento no Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor - CADASTUR, a capacitação de mais de 500 alunos por meio do PRONATEC e as parcerias com entidades municipais e com o curso de Turismo da Faculdade Municipal de Palhoça também são fatores determinantes para que Palhoça se destacasse no Mapa do Turismo Brasileiro.

- A Secretaria de Turismo está trabalhando no mapeamento e sinalização de trilhas, no roteiro gastronômico e no Plano Municipal de Turismo, que propicia novos atrativos, infraestrutura e investimentos para continuar melhorando o fluxo turístico da nossa cidade -, acrescentou.

O Mapa do Turismo Brasileiro é uma importante ferramenta do Ministério do Turismo usada para acompanhar o desempenho da economia do segmento nas cidades, além de servir como balizador para direcionar políticas públicas e verbas federais para a área. As categorias vão de A a E e a classificação determina o valor dos recursos federais que o município pode disputar para fazer eventos turísticos. No estado, a categoria B está atrás, apenas, da capital Florianópolis e dos municípios de Balneário Camboriú e Bombinhas.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar