Agricultura, Economia e Negócios, Florianópolis, Geral, Manezinhos pelo Mundo - 01 Abr 2018 02:55

Pimenta artesanal criada em São José, La Bruja completa três anos de sucesso

Sabor, textura e processo de fermentação foi todo inspirado na cultura bruxólica da Ilha
Por: Direto da Redação TSF
 
Pimenta artesanal criada em São José, La Bruja completa três anos de sucesso (Foto: Facebopok / Divulgação)

Em Maio, a fabricante de pimentas La Bruja, produto e empresa criados em São José, completa três anos de atividade. Nesse curto período, três amigos apaixonados por gastronomia conseguiram transformar uma experiência caseira de criar sabores numa bem sucedida ideia de mercado. Em maio de 2015, o primeiro lote da La Bruja foi vendido a um restaurante na Ilha. Três anos depois, já são mais de 400 pontos de vendas nos três estados do Sul do Brasil.

La Bruja nasceu quando Luiz Kammers, de 36 anos, resolveu levar a sério seu passatempo de criar pimentas em casa. Ao perceber que os pedidos dos amigos não paravam de crescer, Luiz foi atrás de montar uma empresa, na parceria dos colegas Enzo Baldessar e Giovani Boschi.

Luiz conta que nunca chegou a cursar gastronomia. Conta que caiu depara quedas numa cozinha quando foi morar em Madrid, na Espanha. A viagem de aventura acabou durando três anos e Luiz arrumou trabalho num restaurante. O primeiro contato foi com a pia de pratos sujos.

- Eu fazia um péssimo miojo com ovo frito antes de ter o primeiro contato com a gastronomia, em Madrid. Voltando para o Brasil, decidi me dedicar a essa área -, revelou.

Não apenas o nome escolhido para seu produto – A Bruxa – como também o desing da embalagem se inspiraram no folclore manezinho. Além disso, a alquimia da fermentação também revela os nuances das histórias de Franklin Cascaes sobre as bruxas da Ilha de Santa Catarina.

(Foto: Facebopok / Divulgação)(Foto: Facebopok / Divulgação)

- Apesar de artesanal, existe muita técnica e ciência em torno do nosso produto.  Tudo é feito com muito carinho e cuidado, obedecendo a um padrão, com os melhores ingredientes que conseguimos encontrar -, revela Luiz.

Giovani é responsável pelo design dos rótulos e embalagens, que levam à risca a temática bruxólica tão inserida na cultura da Ilha.  Giovani também é responsável pela identidade visual da empresa nas redes sociais e no site oficial.

Segundo Giovani, além dos 400 pontos fixos na Região Sul, ocorrem vendas eventuais por encomenda para Minas Gerais, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Rio de Janeiro e São Paulo.

- Praticamente Nordeste e Centro-oeste inteiro já foi vendido alguma coisa , contabiliza.

A La Bruja não contém corantes, conservantes, glumato, ou qualquer outro ingrediente sintético ou mascarador de cor ou sabor. Um dos segredos é a chamada goma xantana, uma bactéria fermentada e transformada em pó.  Ela regula a estabilidade do líquido e também ajuda a obter uma fluidez apropriada ao diâmetro da boca dos frascos,

Os molhos são fermentados de um a dois meses, ganhando sabor e proteção. QA fermentação – além do vinagre e do sal, que são conservantes naturais, também é uma maneira de se conservar preparos, fazendo com que ganhem novos sabores e matizes organolépticas enquanto envelhecem.

(Foto: Facebopok / Divulgação)(Foto: Facebopok / Divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar