Economia e Negócios, Florianópolis, Geral, Habitação - 17 Out 2017 18:54

Projeto de arquitetura rende debate na CasaCor sobre a reconexão da família

Espaço Um estar para todos sugere romper com individualidades através de atraentes propostas de confraternização
Por: Direto da Redação TSF
 
Projeto de arquitetura rende debate na CasaCor sobre a reconexão da família (Foto: Mariana Boro / Divulgção)

Se os relacionamentos estão sendo movidos por um clique, que isto tenha efeito também no meio familiar. O tema, que inspirou os arquitetos Alcides Theiss e Rosane Girardi a criarem o ambiente Um Estar para Todos, na mostra CASACOR SC 2017 – Edição Florianópolis, vai render também uma roda de conversa dentro da mostra, nesta terça-feira (17), a partir das 19h. Aa psicólogas Rosamaria Areal e Eliane Araújo irão aprofundar mais sobre o tema, num bate-papo informal sobre as relações familiares no universo da casa.

A ideia, segundo os organizadores, é restabelecer vínculos afetivos a partir de um lugar em comum.

- Percebemos que os jovens refugiaram-se em seus quartos, priorizando suas individualidades. Desmitificar esses hábitos, através de projetos que visem efetivamente o uso de áreas coletivas, poderia ser uma boa solução para resgatar a confraternização e o dialogo entre pais e filhos -, explica Rosane Girardi.

Sua tese aponta diretamente para o advento da revolução tecnológica, que fez surgir um novo grupo comportamental: os nativos digitais. Com computadores interligados, smartphones, jogos on-line e dispositivos de música, crianças e adolescentes constroem um universo particular.

- O jovem busca em seus amigos novas referências de valores e comportamentos, desvinculando-se da família -, analisa a psicóloga Fernanda Michelon. Mas ela alerta para um fator bem significativo.

- Muitos deles são tímidos e acabam encontrando na internet uma saída mais tranquila para socialização -, adverte.

O medo gerado pela violência fortaleceu também essa idiossincrasia, segundo a especialista.

- Alguns pais, em decorrência do aumento da hostilidade das ruas e vulnerabilidade dos jovens, preferem que eles permaneçam sob seu controle, em dormitórios repletos de atrativos tecnológicos. Essa é uma falsa ideia de moderação, implicando numa exposição até maior, como podemos averiguar naqueles episódios do jogo baleia azul -, disse.

Pensando em romper com esse ciclo e provocar o pensar sobre o assunto, a dupla de arquitetos traçou um ambiente que comporta a necessidade de toda a família, dispondo de conforto e principalmente de artefatos tecnológicos. Um Estar para Todos é uma sala para uso comum de todas as faixas etárias, em perfeita harmonia com móveis soltos que podem ser deslocados, formando novos desenhos, sofás enormes, confortáveis, convidativos, e dispositivos eletrônicos modernos, como televisão de altíssima definição e sedutores sistemas de som e vídeo.

- Penduramos até um balanço, ao centro, para reforçar as memórias afetivas da infância -, realça Alcides Theiss.

O compartilhamento desse espaço coletivo é visto com bons olhos pela psicóloga Fernanda Michelon.

- A presença da família no monitoramento da vivência virtual dos filhos é tão importante quanto o acompanhamento do cotidiano fora das telas de computadores e smartphones. Estabelecer esse ambiente de convívio dentro de casa é muito inteligente, para aproximar pais e filhos, fortalecer suas relações, e que no futuro irão implicar em escolhas mais assertivas -, finaliza.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar