Florianópolis, Geral, Polícia - 06 Nov 2017 19:59

Grupo que furtou mais de 180 celulares no Folianópolis tem prisão decretada

MP requereu a conversão da prisão em flagrante dos oito para prisão preventiva na audiência de custódia
Por: Direto da Redação TSF
 
Grupo que furtou mais de 180 celulares no Folianópolis tem prisão decretada (Foto: Divulgação)

Por requerimento do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), foi decretada nesta segunda (6) a prisão preventiva de oito integrantes de suposta associação criminosa de fora do Estado que se deslocaram até a Capital catarinense com o objetivo de furtar telefones celulares no “Folianópolis”, evento musical realizado no feriado prolongado. O grupo era formado por três homens e cinco mulheres, identificados como Rosely de Cerqueira Conceição, Janaina Gomes da Silva Yascara Araujo da Silva, Janielly Pereira de Brito, Alexandre Sousa da Silva, Tiago Mesquita Bahia, Maycon dos Santos e Camila Lima Pereira. Com eles, foram encontrados 185 aparelhos furtados.

Roseli Conceição, que escondia celulares nas roupas íntimas, é natural de Salvador, na Bahia, mas reside no Uruguai. Os outros presos são de São Paulo, ceará e Rio Grande do Norte.

O pedido da conversão em prisão preventiva foi requerido pelo Promotor de Justiça Thiago Carriço Oliveira, em audiência de custódia realizada no domingo (5) na Comarca da Capital, em regime de plantão, e deferido pelo Poder Judiciário. Com a prisão preventiva, os suspeitos permanecerão presos durante o processo penal, salvo decisão judicial em contrário.

Ao requerer a prisão preventiva, o Promotor de Justiça considerou a necessidade de garantia da ordem pública, a prática reiterada dos crimes imputados e a garantia de aplicação da lei penal, uma vez que os integrantes da associação criminosa são de outros Estados, principalmente do Nordeste brasileiro.

Carriço Oliveira ressalta, ainda a gravidade do crime praticado.

- Os telefones celulares guardam a vida das pessoas. Ali estão registrados compromissos importantes, fotos de família e até laudos médicos, enfim os registros de sua vida particular e profissional -, conclui.

Veja um vídeo divulgado pela Polícia, quando os celulares estavam sendo retirados das roupas de Roseli:


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar