Esportes, Eventos, Florianópolis - 12 Abr 2018 09:13

Revezamento Volta à Ilha teve quebra de recorde feminino e bicampeonato

Tradicional prova aconteceu no sábado (7)
Por: Direto da Redação TSF
 
Revezamento Volta à Ilha teve quebra de recorde feminino e bicampeonato (Foto: Divulgação)

A 23ª edição do Revezamento Volta à Ilha reuniu quase quatro mil corredores no sábado (7), desde as 4h15min, no Trapiche da Avenida Beira-Mar Norte. Um dia de muito sol, poucas nuvens e temperatura máxima de 28°C castigou o corpo dos atletas, mas compensou os olhos com visuais incríveis das praias e trilhas de Florianópolis.

O clima era de festa nos 18 pontos de troca ao longo dos 140km do maior evento esportivo do gênero da América Latina. As equipes de apoio, amigos, familiares e espectadores acompanharam com gritos de torcida os atletas que enfrentaram o desafio em duplas e equipes de amadores e corredores de elite. Segundo Ernani de Souza, 42, foi graças a este incentivo que conseguiu superar todas as adversidades ao longo da prova para conquistar o bicampeonato junto ao parceiro Elson Alex Gracioli, 43, ambos da equipe gaúcha Companhia dos Cavalos.

- Eu fico até emocionado para falar, porque esse ano foi muito difícil para mim, por isso eu repito o que falei ano passado: essa vitória é da equipe -, disse Elson, com a voz embargada e os olhos cheios de lágrimas. Antes da largada ele levou um tombo, machucando a perna e durante a corrida passou por um processo alérgico tendo de ser medicado para poder continuar a prova. Até metade da competição, a dupla estava 7min30seg abaixo do tempo recorde que a própria equipe conquistou no ano anterior, mas deste ponto para frente, por volta das 10h, o sol não deixou barato e a quebra não foi possível. Fechando a prova com o tempo oficial de 10h21min49seg, Elson e Ernani cruzam a linha de chegada 36min antes dos vice-campeões da equipe catarinense F3 Brasil.

- Fizemos uma corrida bem equilibrada e a estratégia da equipe foi muito bem executava, mas o calor judiou e por isso não conseguimos conquistar o recorde, mas estamos de parabéns -, comemorou Elson.

Entre as equipes, mais um bicampeonato. Dessa vez do octeto masculino também da Companhia dos Cavalos, que sagrou-se campeão geral com o surpreendente tempo de 8h34min07seg.

- A prova foi sensacional esse ano, cada um deu o seu melhor e independente de quebra de recorde a gente veio para buscar o primeiro lugar. O trecho mais difícil para mim foi o da Base Aérea, porque estava muito quente naquele asfalto, mas eu estou muito feliz porque a Volta à Ilha é emocionante desde a largada até a chegada, uma prova muito bonita, uma prova destaque e a organização está de parabéns. É um privilégio correr essa prova -, contou Allison Rocha Peres, 28 anos, com um sorriso no rosto.

O terceiro bicampeonato ficou com as três mulheres e os seis homens da CR Runners, de Curitiba-PR, que fechou a prova em 9h42min37seg.

- Estava todo mundo muito bem preparado, a equipe trabalhou em grupo mesmo para obter este resultado nessa prova que é uma das mais importantes do Brasil -, fala Cristiano Ribeiro, 30, que participa da Volta à Ilha pelo sétimo ano consecutivo.

Gritos, choros e risadas. Cada uma das dez integrantes da equipe feminina Sede de Correr, de Cuiabá-MT, extravasou o sentimento de dever cumprido e superação a sua maneira. Elas terminaram a prova em 10h57min57seg, quebrando o recorde de 11h22min32seg conquistado pela equipe TPM, de São Paulo, em 2007.

- Eu estou muito feliz com essa quebra de recorde porque não é fácil, gente. Estava muito vento e essa carcacinha aqui quase não agüenta -, brinca Nadir Sabino, 48, eleita por suas colegas a rainha da equipe.

- Eu gostei muito, porque eu pedi pra Deus pra não fazer frio e ele nos abençoou com esse calor maravilhoso de Cuiabrasa. Levantem do sofá! Arrumem um grupo de amigas e um profissional de educação física. Atividade física é maravilhoso! -, finalizou.


RESULTADOS - 23º Revezamento Volta à Ilha:

Geral
Equipe nº 2 – Companhia dos Cavalos (Porto Alegre-RS): 8h34min07seg
Mista
Equipe nº 18 – Milacki / CR Runners Brasil (Curitiba-PR): 9h42min37seg
Feminina
Equipe nº 53 – Sede de Correr (Cuiabá-MT): 10h57min57seg
Duplas
Equipe nº 530 – Companhia dos Cavalos (Porto Alegre-RS): 10h21min49seg
Veterana 40
Equipe nº 70 – Jacomar / JBA Imóveis (Curitiba-PR): 10h17min42seg
Veterana 50
Equipe nº 79 – Os Velhotes (São Paulo-SP): 10h09min03seg
Veterana 60
Equipe nº 83 – Chão de Aterro (São Pedro do Ivaí-PR): 12h20min30seg
Veterana Mista
Equipe nº 67 – ML Mix Run XP Investimentos (São Paulo-SP): 10h49min50seg

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)


Idealizada no ano de 1996 pela Eco Floripa, a Volta à Ilha se caracteriza por ser uma prova de revezamento que desafia as equipes a dar uma volta completa correndo na Ilha de Santa Catarina, capital do Estado. A prova é dividida em 18 trechos que desafiam os atletas em 140 km de praias, asfalto, dunas e trilhas. As equipes são formadas por dois, oito ou até doze atletas e competem em 9 categorias: Duplas, Aberta, Aberta Mista, Feminina, Veteranas 40, 50, 60 anos, Veterana mista e Participação.

Além da participação no asfalto, dunas, trilhas e praias, o sucesso no Revezamento Volta à Ilha requer também um grande trabalho em equipe. Ainda, a prova conta com o acolhedor público da capital catarinense, que vai aos principais pontos da corrida para incentivar os competidores. Todos esses elementos fazem do Revezamento Volta à Ilha a principal competição do gênero na América Latina.

O evento que começou com dezenas de atletas hoje recebe aproximadamente 4.000 atletas de 14 estados brasileiros e do Mundo. Em 2015, o Revezamento Volta à Ilha completou seu 20º aniversário, consolidando-se no cenário nacional e internacional e agora, para sua 23ª edição a expectativa e ansiedade dos atletas permanece a mesma. A prova se consagrou pela qualidade e pelo profissionalismo da Eco Floripa, que a cada ano se responsabiliza por realizar um evento cada vez melhor e inesquecível.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar