Eventos, Florianópolis, Geral, Saúde, Trabalho - 06 Set 2019 18:33

Seminário em Floripa debate reflexos das políticas de trabalho do atual governo

Reflexos para trabalhadores de frigoríficos
Por: Direto da Redação TSF
 

A atuação na saúde dos trabalhadores de frigoríficos no atual cenário será o tema do Seminário que ocorrerá na quarta (11) e quinta (12), em Florianópolis, no auditório do Ministério Público Federal, localizado no térreo da Torre III do Condomínio Centro Executivo Luiz Elias Daux Torres, à rua Paschoal Apóstolo Pítsica, 4876, no bairro Agronômica.

O evento abordará questões como as mudanças na legislação causadas pela Reforma Trabalhista, as alterações das normas regulamentadoras (NRs) e o papel do sindicato na adequação do ritmo do trabalho. A participação é gratuita e sem necessidade de inscrição, e direcionado a dirigentes sindicais, principalmente do ramo da alimentação.

Promovem o seminário o Ministério Público do Trabalho em Santa catarina (MPT-SC), a Rel-UITA (Regional Latinoamericana de la Unión Internacional de Trabajadores de la Alimentación y afines), Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação (Contac), Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA) e a Federacion Gremial del Personal de la Industria de la Carne e sus Derivados e LO TCO Suécia.

De acordo com os organizadores, existe urgência no debate, levando em consideração a atual política relacionada ao mundo laboral como, por exemplo, as mudanças nas Normas Regulamentaras (NRs) editadas pelo extinto Ministério do Trabalho e Emprego a partir de laudos técnicos e estudos minuciosos estabelecendo obrigações, direitos e deveres a serem cumpridos por empregadores e trabalhadores com o objetivo de garantir trabalho seguro e sadio, prevenindo a ocorrência de doenças e acidentes de trabalho.

O ritmo intenso no trabalho coloca o setor de frigoríficos no topo em acidentes de trabalho. A atividade é a que mais causa adoecimentos, segundo dados do INSS: somente nas lesões por esforço repetitivo nos frigoríficos são 1.621 empregados a cada 100 mil.  São pelo menos 54 ocorrências por dia, e apenas em 2017 foram contabilizados 20.595 acidentes em matadouros. O medo é que com as novas políticas, os acidentes aumentem ainda mais.

Veja a programação completa do seminário:

11/9 – Quarta-feira
8h30 – Abertura
9h – Alterações das Normas Regulamentadoras (NRs): modernização ou precarização da saúde e segurança do trabalho
Moderador: Ernane Ferreira, presidente da FTIAP
- Atualização sobre as mudanças na NR12. José Carlos Scharmach, Auditor do Fiscal do Trabalho, membro da Comissão de Revisão da NR 12
- A metodologia das mudanças. O que será da NR 36? Mauro Muller – Auditor Fiscal do Trabalho
- A posição do movimento sindical na CTPP (Comissão Tripartite Paritária Permanente) – Loricarlo de Oliveira – Representante da CUT na CTPP
11h – Debates
12h – Intervalo para almoço
13h – Normas da OIT, reforma trabalhista e adoecimento no trabalho. Moderador: José Modelsky (Diretor da CONTAG)
- A evolução dos adoecimentos do trabalhador brasileiro e as mudanças no E-Social. Paulo Rogério, Auditor Fiscal da Previdência Social
- A Reforma Trabalhista e as normas da OIT: efeitos jurídicos e práticos nos tribunais. Mauro Menezes, Advogado Trabalhista e ex presidente da Comissão Nacional de Ética do Servidor Público Federal;
15h45 – Intervalo
16h – As mudanças na legislação trabalhista no mundo. Moderador: Geraldo Iglesias – Secretário Regional da União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (Rel – UITA)
- A reforma trabalhista na Argentina. Alberto “Beto” Fantiini – Federacion Gremial del Personal de la Industria de la Carne e sus Derivados – Argentina
17h – Debates
18h – Encerramento

12/9 – Quinta-feira
9h – Adequação do ritmo do trabalho em frigoríficos
Moderado: Artur Bueno (CNTA)
- Pesquisas sobre adequação do ritmo de trabalho em frigoríficos. Diogo Cunha dos Reis. Pós-doutor em Ergonomia, Pesquisador da UFSC
- O caso concreto da adequação do ritmo do trabalho em Forquilhinha. Atuação conjunta da empresa/MPT/Sindicato.  Matheus Thiago Santin, Gerente Jurídico e de Conformidades Legais da JBS
- NR 36: ritmo, amônia e deslocamento de cargas. Mauro Muller – Auditor Fiscal do Trabalho
11h – Debates
12h – Almoço
13h – Atuação dos sindicatos na adequação do ritmo de trabalho (oficina de trabalho)
- MPT e os acordos de adequação ao meio ambiente de trabalho. Sandro Sardá, Procurador do Trabalho – Coordenador do Projeto de Frigoríficos
- O papel do sindicato na adequação do ritmo de trabalho em frigoríficos. Célio Elias, Diretor do Sindicato da Alimentação de Forquilhinhas.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar