Florianópolis, Geral, Trabalho - 11 Jul 2019 14:04

Servidores da Epagri, Cidasc e Ceasa protestam por acordo coletivo

Categoria promove manifestação no bairro Itacorubi, em Florianópolis
Por: Direto da Redação TSF
 
Servidores da Epagri, Cidasc e Ceasa protestam por acordo coletivo (Foto: divulgação)

Um grupo de pesquisadores, extensionistas e fiscais agropecuários da Epagri, Cidasc e Ceasa promovem uma manifestação na tarde desta quinta (11), em frente `as sede da Secretaria de Agricultura do Estado, no bairro Itacorubi, em Florianópolis. A categoria busca uma conciliação no Acordo Coletivo de Trabalho em aberto desde maio, incluindo nele a reposição de 5,07% relativo ao INPC de 2018/2019. O sindicato dos Engenheiros Agrônomos de Santa Catarina, SEAGRO-SC, tenta chamar a atenção do governo para o diálogo.

- É uma vergonha esse descaso do Governo. Estamos falando de 5,07% e o mesmo está nos negando esse direito, o índice é do INPC. Somos cerca de 2.500 funcionários na Epagri, Cidasc e Ceasa, e este índice representa 0,12% de impacto na folha do Estado, perfeitamente dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal. Por que negar? -, questiona o presidente do SEAGRO-SC, Eduardo Piazera.

Segundo ele, o SEAGRO e demais sindicatos vem tentando avançar nas negociações desde o início do ano.

- Por ser um novo governo, ainda não criamos uma metodologia e aguardamos audiências com os secretários da Agricultura e da Casa Civil. Não sabemos a quem nos reportar! O SEAGRO faz longa descrição cronológica dos adiamentos e desculpas apresentadas pelo governo, para o não cumprimento do acordo. A última desculpa era a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas com os números divulgados no Portal da Transparência; 47,71% da receita esta comprometida com as despesas de pessoal, é o menor índice desde o inicio de 2016. Logo, essa barreira está superada, mas a negativa continua -, completa ele.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar