Florianópolis, Geral, Polícia - 18 Ago 2013 08:00

Site colaborativo traça mapa da criminalidade em Florianópolis

Ondefuiroubado.com.br é um portal de denúncias onde as vítimas relatam o o roubo
Por: Karina Schaefer
 
Site colaborativo traça mapa da criminalidade em Florianópolis O site Ondefuiroubado.com.br mapeia os pontos de maior número de assaltos por meio de denúncias feitas pelos internautas (Foto: Reprodução)

O que você faz quando é roubado? A primeira ação de muitas pessoas é, depois de se recuperar do susto, registrar um boletim de ocorrência. Mas também há os que vão além. Esses desabafam e denunciam em mídias sociais, aplicativos de smartphones ou em sites, como Ondefuiroubado.com.br.

Nesse último, a vítima do roubo ou furto pode marcar onde foi assaltado, o tipo de assalto, a data e dar o depoimento do ocorrido, além de relatar o que foi levado.

Um dos criadores do site, o baiano Fillipe Norton Barbosa, explica que o site foi criado vista a carência desse tipo de serviço de utilidade. No ar desde 29 de junho, a ideia principal é mapear os pontos de maior criminalidade na cidade onde o internauta vive ou planeja viajar.

- Criamos o site para servir de forma colaborativa. É uma ótima ferramenta para quem quer conhecer bem a sua cidade ou pesquisar os lugares de onde pretende fazer turismo, além de, quem sabe, servir como uma base de dados para ajudar os órgãos responsáveis a combater o crime -, explica.

Ainda segundo Fillipe, Florianópolis está em segundo lugar no número de acessos e denúncias, perdendo apenas para Salvador. Para ele, Salvador está em primeiro lugar porque o site é de lá e a divulgação na cidade é maior.

- Foi uma surpresa ver que Florianópolis está com tantas ocorrências e acessos, principalmente no centro da cidade -, afirma.

Região central de Florianópolis, que compreende bairros próximos, é onde foi registrado maior número de denúncias (Foto: Reprodução) Região central de Florianópolis, que compreende bairros próximos, é onde foi registrado maior número de denúncias (Foto: Reprodução)

Até a última sexta-feira (16), já foram registradas 134 denúncias no site, a maioria de homens (66%). Dessas, 79 apontam para assalto na região central da Ilha (Centro, Trindade, Itacorubi, Santa Mônica, Saco dos Limões, Córrego Grande e Pantanal); 19 na região do continente; 13 no norte, 12 no leste e 11 no sul. Pelo ranking de objetos mais roubados está o celular (1º lugar com 66% de incidência), carteira (2º lugar, com 36%) e bolsas ou mochilas (3º lugar, com 32%).

Os tipos de assalto mais frequentes são furtos, onde o ladrão não faz contato com a vítima e não há violência, com 39% das denúncias; assalto à mão armada, com 20% e arrombamento veicular, com 18%.

Para Carolina de Andrade, coordenadora da Social Good Brasil (programa que incentiva ferramentas de cunho social), um dos principais desafios dessa iniciativa é colocar esses dados em diálogo com a Secretaria de Segurança e órgãos públicos responsáveis.

- Esse tipo de projeto é importante para denunciar e colocar em pauta a questão da segurança nas cidades, mas deve também incentivar a vítima a fazer o boletim de ocorrência. Só com o B.O. esse dado será real, podendo unir a denúncia e a cobrança por mais segurança -, afirma.

Segundo estatísticas do Ondefuiroubado.com.br, 55% das pessoas que fizeram denúncia registraram o ocorrido em alguma delegacia. Para o delegado da 8ª Delegacia de Polícia, Alexandre Carvalho, as razões são diversas. Muitas vezes o valor roubado/furtado é pequeno demais, outras vezes as pessoas não sabem como proceder, ou não querem ir até a delegacia.

- Florianópolis têm dez delegacias próximas da comunidade, prontas para atender qualquer ocorrência. Existe ainda a possibilidade de registrar a ocorrência pela internet, em casos de situações de menores gravidades -, explica.

Os boletins de registro possíveis de proceder pela internet são perdas de documentos, perdas de objetos, furto de celular, denúncias, ameaças e danos por fenômenos naturais. O cidadão pode também conferir sua ocorrência pelo site da Polícia Civil, com o número do protocolo.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar