Florianópolis, Geral, Palhoça, Polícia - 13 Mai 2018 23:45

Três pessoas são mortas em troca de tiros na Comunidade Siri, no bairro Ingleses

Disputa entre traficantes no Norte da Ilha faz mais vítimas
Por: Direto da Redação TSF
 
Três pessoas são mortas em troca de tiros na Comunidade Siri, no bairro Ingleses Jackson Baggio Lucas, moradoer de Flolrianópolis, foi morto dentro de um Uber em Palhoça (Foto: Facebook / Divulgação)

Atualizada às 11h de 14/05

Três pessoas foram mortas entre o final da tarde e o início da noite deste domingo (13), na comunidade do Siri, no bairro Ingleses, no Norte da Ilha. Moradores relataram ter escutado cerca de 20 disparos de tiros por volta das 17h30min. Pouco depois, a Polícia Militar chegou no local e houve mais tiros. Dois corpos estavam dentro de uma casa, na na rua floresta proximo a um mercado, logoapós a servidao imigrantes, já próximo às dunas. O terceiro corpo foi encontrado nas dunas.

Na noite de segunda (14), foram identificadas duas das quatrovítimas mortas na comunidade do Siri: Dois dos mortos no Siri: Luiz Henrique Gavião, de 23 anos, natural de Santa Maria (RS), e Vanderlei Dzioch, de 47 anos, paranaense de Guarapuava.

Até o momento, não há confirmação sobre as vítimas, e também de onde teriam partido os tiros. Uma viatura do IML também está no local para retirar os corpos. A Polícia Militar faz buscas pelas dunas, com o auxilio de lanternas, à procura de suspeitos que podem estar escondidos.

As três mortes encerram o fim de semana violento na região de Floripa, onde um traficante foi morto na madrugada de domingo (13), ao sair de uma boate no bairro Kobrasol. Em Palhoça, um homem identificado como Jacson Baggio Lucas, de 25 anos, foi encontrado morto dentro de um carro que prestava serviços como Uber, no bairro Caminho Novo. O tiro foi disparado por alguém que estava no banco de trás, acertando o passageiro em frente.O motorista também se feriu e foi internado em estado grave no Hospital Regional de São José.

No Siri funciona uma das mais antigas bocas de drogas do Norte da Ilha, um território onde o tráfico é tradicionalmente comandado pelo PGC, um grupo do crime organizado com raízes em Santa Catarina. Os confrontos violentos têm ocorrido desde que o PCC paulista vem tentando tomar os principais pontos de tráfico em Florianópolis, uma estratégia do PCC que vem ocorrendo em diversas regiões do País.

Um informante relatou que não quis se identificar, relatou sua angústia, ao confirmar que escutou a troca de tiros neste domingo (13):

- Porque se o PCC voltou muita gente ainda vai morrer e ser tocada daqui – disse o informante.

Além dos três traficantes mortos na noite de domingo (13), um quarto suspeito de envolvimento com o crime havia sido baleado na noite de sexta (11), tendo sido levado ao Hospital, onde não resistiu e morreu, na manhã desta segunda (14). A Polícia acredita que a vítima era um “olheiro” do tráfico, geralmente um adolescente contratado para vigiar a chegada de policiais. Ele teria falhado na missão, e executado pelos traficantes.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar