Geral, Grande Floripa, Meio Ambiente, Turismo - 17 Mai 2017 15:49

Turismo de observação de baleias será reativado após 4 anos em Paulo Lopes

Expectativa é de que os passeios guiados voltem a ocorrer ainda nesse ano
Por: Direto da Redação TSF
 
Turismo de observação de baleias será reativado após 4 anos em Paulo Lopes (Foto: Adrien Caradec / Divulgação)

O turismo embarcado para observação de baleias, interrompido há quatro temporadas em Santa Catarina, está sendo reativado. Na Grande Florianópolis, esse turismo é praticado em Paulo Lopes, ao Sul de Palhoça. Além disso, ocorre também nas cidades vizinhas em Imbituba e Garopaba, que pertencem à região Sul do estado.

A expectativa do Governo estadual é de que os passeios guiados voltem a ocorrer ainda em 2017, seguindo o plano de fiscalização que está sendo elaborado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

- Sempre defendemos, enquanto instituição, esta prática. Estamos construindo o parecer técnico e esperamos que fique pronto o mais rápido possível, para que a atividade seja retomada ainda este ano -, salientou o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, em audiência com o secretário de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, no final da tarde de terça (16), em Brasília.

Para Acélio, a atividade, realizada de forma responsável e seguindo as normas do ICMBio, contribui não apenas para o turismo.

(Foto: Fernanda Rodrigues - SAN/SC / Divulgação)(Foto: Fernanda Rodrigues - SAN/SC / Divulgação)

- A conscientização ambiental e a preservação do meio ambiente também ganham, e muito -, falou. A atividade estava suspensa desde 2013, após uma ação civil pública do Instituto Sea Shepherd. Agora, com a conquista na esfera jurídica, o presidente do Instituto Baleia Franca (IBF), Enrique Litman, espera aumentar a movimentação de turistas nos municípios. Presente na reunião, o diretor de Produtos e Destinos da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Humberto Pires, ressaltou a importância da retomada da atividade para impulsionar o turismo brasileiro, até no exterior.

Os diretores do ICMBio ressaltaram ainda que haverá a constante avaliação do turismo embarcado e as operadoras estão sujeitas a punições, multas, além da suspensão das atividades. Participaram da reunião o coordenador Geral do ICMBio, Pedro da Cunha; os diretores Paulo Carneiro e Marcelo Marcelino; o procurador Geral do Estado de Santa Catarina, Claudio de Moura; e a assessora especial da Secretaria de Articulação Nacional, Giliane Zanchett.

(Foto: Adrien Caradec / Divulgação)(Foto: Adrien Caradec / Divulgação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar