Comunidade, Florianópolis, Polícia, Religião - 19 Set 2019 20:39

Mulher é flagrada cometendo crime de intolerância religiosa no Sul da Ilha

Imagens circularam pelas redes sociais nesta quinta (19)
Por: Direto da Redação TSF
 
Mulher é flagrada cometendo crime de intolerância religiosa no Sul da Ilha (Reprodução)

Um morador do Ribeirão da Ilha, no Sul da Ilha, em Florianópolis, flagrou na manhã de quinta (19) um crime de intolerância religiosa. As imagens feitas por celular registraram o momento em que uma mulher usa um martelo para tentar quebrar uma estátua de Yemanjá.

A mulher parece desistir da missão, volta para um veículo que está estacionado a poucos metros do local. Em seguira, ela retorna até perto da estátua, e aplica mais golpes. Segundo moradores, esta não foi a primeira vez que a imagem é depredada dessa forma. A principal suspeita é a de que a atitude tenha sido provocada pelo ódio de fundamentalistas evengélicos, que não conseguem conviver com diferentes correntes de pensamento.

Yemanjá é um dos Orixás mais cultuados e conhecidos dos cultos de origem africana. No Brasil, onde também é chamada de Dona Janaína, é citada em festas públicas, na cultura popular, música, literatura e na religião. É apontada como a protetora dos pescadores e dos mares, simbolizando mãe e esposa de quem vive do mar.

Confira o video:


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Floripa.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar